Dicas para a faculdade

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Faculdade

Começo de ano, acabou o carnaval menos na Bahia, então o Brasil começa finalmente a funcionar ou não. Esse ano é muito decisivo para os alunos que estão cursando o 3º ano do ensino médio.

Nesse começo do 3º ano há muita pressão, dos pais, professores, familiares, e dos próprios colegas, para que o aluno consiga passar em uma faculdade no final do ano. E para o vestibular existem diversas dicas, como ficar calmo no dia da prova, estudar bastante, e muitas outras coisas.

Mas muitas pessoas esquecem que o vestibular é apenas uma prova, e que depois vem a faculdade, que é muito mais difícil. Inclusive a prova do vestibular é muito fácil, o problema é que existe muita concorrência e, é preciso tirar uma boa nota para vencer essa concorrência.

A faculdade é muito mais difícil, estão ai os números que não me deixam mentir. A faculdade começa com 50 alunos, e quando se formam muitos, se formam uns 20.

Por isso aqui vão algumas dicas para a faculdade:

  • Escolha a área que você gosta, não escolha a faculdade só pelo alto salário que a categoria oferece.
  • Conheça o curso antes de começar, saiba as matérias, e todos os outros aspectos.
  • Fique por dentro da área, leia blogs e sites sobre a área que você quer trabalhar.
  • Conheça um profissional da área, veja se você se sente fazendo o que aquele profissional faz.
  • E por último, mas não menos importante: não deixe que os outros digam o que você vai fazer, pode ser uma área que pague apenas um salário mínimo, mas se você se sente bem com ela, não abandone a ideia.
  • Por exemplo, estou fazendo o terceiro ano, e pretendo cursar administração. Meus pais já me incentivaram a pensar mais sobre o assunto, mesmo eles deixando claro que sou eu quem decide.

    A área de administração é uma das áreas mais difíceis, você não tem horário para trabalhar, vive viajando a trabalho, além de muitas outras dificuldades. Mas é assim que me vejo daqui a alguns anos, é isso que quero ser, e para mim, é isso o que importa.

    3 Comentários


    1. Realmente você falou tudo, não adianta nada eu ter um emprego que ganha milhões, se eu não me sinto feliz fazendo aquilo.

      Responder

    2. Concordo com que foi dito. Acredito que a satisfação de trabalhar no que gosta rende frutos, de certa forma, sensacionais. Um exemplo claro é um colega que vai iniciar pós graduação nesta faculdade, http://www.insper.edu.br/certificates Realmente é um curso q ele gosta, esse é outro exemplo. Trabalhando no que se gosta, o interesse aumenta e inclusive o cerebro associa aquilo a algo bom e pode inclusive criar idéias muito melhores no dia dia do trabalho.
      Abraço

      Responder

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.