Siga seu coração

Tempo de leitura: 2 minutos

Siga seu coração

Siga seu coração! Se me dessem a oportunidade de dizer algumas palavras ao mundo, essas seriam algumas.

Esse é um dos maiores aprendizados que a vida já me deu e que, por muito tempo, eu optei por ignorar. A gente vive numa tentativa tão insana de ser o filho(a) que a mãe sempre sonhou, o aluno(a) que o professor tanto quis, o amante ideal, que a gente acaba esquecendo de ser quem a gente quer ser. E ai, a vida que seria da gente passa a ser dos outros. Viramos marionetes.

O emprego que você ocupa é o que seu pai tanto sonhou. A roupa que você veste é aquela que as pessoas não vão te julgar. A sua casa é no bairro que o seu amigo diz que é o melhor. Sua vida passa a agradar a todos, menos a você. E ai, o tempo vai passando e sua essência se esvai. A tristeza toma conta. O sorriso no rosto é um disfarce de toda a confusão que passa por dentro de você. E, o coração, que antes pulsava com tanta energia, ansioso pela conquista do que você queria, palpita lentamente, esperando pela sua ressurreição.

E é por não querer que esse estágio chegue, que eu afirmo: siga seu coração. Vão te chamar de louco, inconsequente, sem noção. Mas persista. A paz consigo mesmo, a alegria e a realização em diferentes âmbitos da sua vida, vão mostrar a todos que te taxaram de louco, o quão sua loucura é sadia e o segredo do seu sucesso.

Já li reportagem falando que isso não é certo, textos que disseram que esse papo de seguir o coração não é sempre a melhor opção, mas eu ignoro tudo isso. A minha vida me ensinou que essa é a melhor escolha que a gente pode fazer. É muito claro para mim, a diferença entre a Ana que os outros queriam que eu fosse para a Ana que eu sempre quis ser. E foi a escolha de seguir meu coração e ter a coragem de ser quem eu quero ser, independente do que digam, que tem sido a diferença na trajetória que  tenho trilhado.

Então, eu te convoco a romper as cordas que os outros usam para controlar a sua vida. Esse bem é seu e só deve ser manuseado por você. Ouvir o conselho do outro, ou uma palavra amiga são sempre bem-vindas, mas não deixe que os cérebros dos que te rodeiam falem mais alto que a pulsação do seu coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *