Ateus sentem menos culpa depois do sexo

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Cristãos são os que se sentem mais remorso.

Rezar

Se você já se sentiu arrependido depois de uma noite de sexo, há grandes chances de que você seja cristão. Uma pesquisa realizada pela Universidade do Kansas constatou que os ateus são o grupo de pessoas que menos sentem remorso depois da relação sexual, eles ficam mais à vontade para falar de fantasias sexuais e são os mais realizados nesse aspecto da vida.

A pesquisa chamada “Sexo e Secularismo” entrevistou 14.500 pessoas com atividade sexual semelhante. Segundo ela, religiosos e não crentes admitiram realizar atividades como masturbação, sexo oral, assistir pornografia e procurar parceiros. Mas os religiosos apresentavam culpa depois do clímax.

Os mórmons foram os campeões no remorso. Numa escala de culpa, onde 10 significa totalmente culpado e zero seria uma pessoa sem arrependimentos, os praticantes dessa religião tiveram uma média 8,9. Depois, vieram os Testemunhas de Jeová, Pentecostais, Adventistas do Sétimo Dia e Batistas, respectivamente. Os Católicos apresentam 6,34 pontos de culpa.

Já os ateus chegaram a uma média de 4,71, os agnósticos ficaram bem próximos na escala, com 4,81. O estudo mostrou ainda que, quanto maior a tradição religiosa em que a pessoa foi criada, pior ela se sente em relação às atividades ligadas ao sexo. Em lares religiosos, 22,5 % dos entrevistados disseram sentir culpa pela masturbação, contra apenas 5,5 % dos que são menos fervorosos.

>> Homens mentem duas vezes mais do que mulheres
>> Homens acham mulheres mais gostosas quando está frio

Apesar da culpa, crianças criadas em famílias muito religiosas têm maior probabilidade de serem iniciadas sexualmente com pornografia, já que não teriam liberdade de conversar com os responsáveis sobre o assunto. E pessoas que abandonaram suas crenças, reportaram melhora na satisfação com sua vida sexual.

>> Siga o Minuto do Saber no Twitter

E você, concorda com o estudo? Deixe a sua opinião nos comentários.

Todos os direitos reservados a Galileu.

5 Comentários


  1. Nossa agora vão tentar fazer de tudo pra dizer q “ateus são melhores nisto ou naquilo”. Nossa essa gente não tem mais oq fazer não?? Palhaçada! Assim como a maioria das coisas são modinhas e não modo de vida, essa coisa de ateu é a mesma coisa, um dia todo mundo vai se tocar de que existe um Deus.
    Aff ¬¬'

    Responder

  2. O ser humano evoluiu, negativa ou positivamente, para um presente mais ateísta. Na pré-história, até uma gota que caía do céu era coisa do divino. Na idade média, a Igreja era o centro e tal… assim foi. O problema é dicotomizar tudo e olhar entre ateus e cristãos. Existem centenas de outras seitas e religiões. Sentem-se culpados por uma norma mosaica de milhares de anos antes de Cristo, no caso dos cristãos. Já fui até ateu. Tempos mudam. E a religião às vezes não tem NADA a ver com eles.

    Responder

  3. Esse anônimo é um babaca, pois do mesmo jeito que na religião dele, ele quer que todo mundo creia em Deus, na minha religião (Ateu), eu também gostaria que ninguem acreditasse na crendice de “DEUS”. HAHA, mas chegar aqui insultando nao vai fazer ninguem acreditar no seu Deus nao é verdade?

    Ateismo nao é modismo, muito pelo contrario, O cristianismo é uma modinha, pois todos nascemos ateus, e por que todos acreditam, hipocritas insistem em acreditar tambem…

    Responder

  4. Bobagem. Sou Cristão evangélico, casado e não existe esse papo de culpa após o sexo.
    Mas é claro que pessoas que praticam sexo vamos dizer “ilícito”, sem envolvimento, com vários parceiros, extra conjugal, enfim esses tendem a se sentirem assim independentes de qualquer coisa.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *