A distância melhora o namoro

Tempo de leitura: 2 minutos

Namoro à distância

O título pode parecer chocante, mas é o que prova um estudo que afirma que os parceiros que estão distantes, acabam criando um vínculo emocional muito mais estreito do que os casais que se veem cara a cara todos os dias.

O estudo é da doutora Crystal Jiang, da Universidade da Cidade de Hong Kong, e do doutor Jeffrey Hancock, da Universidade Cornell, publicado na revista científica Jornal da Comunicação.

Eles chegaram à conclusão de que as pessoas que tem relacionamentos à distância criam relações mais fortes que os parceiros normais porque a comunicação é mais constante e profunda. Parece estranho, mas a verdade é que os parceiros distantes, por estarem distantes, se esforçam mais para tentar manter seus relacionamentos.

“Nossa cultura, particularmente a cultura americana, prioriza o momento fisicamente junto e o contato cara a cara para relacionamentos sérios. E a gente não deve ser tão pessimista sobre as relações à distância, pois estes parceiros se esforçam mais que as pessoas geograficamente próximas na hora de passar carinho e afeto, e isso tem sua recompensa”, aponta Jiang.

Para chegar a esse resultado os cientistas analisaram o comportamento de distintos parceiros tanto próximos como distantes. No total foram 63 casais heterossexuais, juntos, em média, há dois anos, que responderam questionários diários durante uma semana. Eles disseram como se sentiam em relação ao namoro, e como era a rotina do casal.

Ao comparar a comunicação entre os tipos de casais, eles observaram que entre os que namoravam à distância, existia um vínculo afetivo mais íntimo, principalmente por dois motivos: a tendência a tentar se conhecerem mais a fundo e a idealização do comportamento da outra. E esses fatores ficavam mais evidentes na comunicação baseada em textos escritos, como emails e SMSs, pois aumentavam o esforço para superar as limitações da comunicação, e consequentemente reclamavam menos da falta de atenção.

Os casais “separados pela geografia” compartilhavam mais segredos e problemas com o parceiro, mesmo estando, em média, 17 meses longe um do outro, num período de 24 meses, e assim eles eram mais felizes.

Ou seja, talvez a melhor maneira de melhorar um namoro seja ficar mais distante, mas nada de dar um tempo, isso não existe. Mas os casais podem se ver menos, só no final de semana por exemplo, já que a distância aumenta a escala da saudade.

Fonte: Muy Interesante, Super Interessante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *