Brincar com a comida faz os bebês aprenderam mais rápido

Tempo de leitura: 1 minuto

Bebê comendo

Comida é sempre um assunto muito interessante. Todo mundo que não tem problemas gosta de comida, de uma forma ou de outra. Os bebês são um caso especial nessa equação, eles adoram pegar a comida com a mão, bagunçar, se lambuzar. É um divertimento e tanto para eles.

O problema é que os pais ficam loucos quando seus bebês pegam a comida com a mão e colocam na boca, e se lambuzam todo, e sujam a roupa, e deixam os pais mais loucos do que já estavam. Só que essa atitude não é totalmente ruim, pois segundo um estudo da Universidade de Iowa, deixar os bebês tocarem e brincarem com a comida antes de levar a boca estimula o aprendizado dos pequenos.

Ou seja, as crianças que brincam com alimentos mais moles, adquirem um maior gosto pela exploração e aprendem mais rápido suas primeiras palavras, especialmente quando estão sentados em uma cadeira.

Os pesquisadores usaram como base um estudo anterior que afirma que os bebês aprendem com mais facilidade quando brincam com objetos sólidos, já que como a forma não muda é mais fácil identificar o objeto. Dessa vez eles tentaram analisar a maneira como bebês de até 16 meses de idade reconhecem objetos em estados líquidos e, como conseguem diferenciar o leite da cola, por exemplo.

Dessa forma colocaram um grupo de bebês com este tipo de alimento e os motivaram a brincar com ele, para que depois, numa segunda etapa, pudessem comprovar se os bebês eram capazes de identificar e nomear os alimentos através dos sons que cada tipo recebeu. O resultado mostrou que aqueles que brincaram mais com os alimentos eram os que acertavam mais na hora de identificar sua textura e nomeá-los. Já os que fizeram isso sentado em uma cadeira tiveram um maior êxito no cumprimento da tarefa.

Sendo assim é importante que os pais estimulem seus bebês a explorarem tudo ao seu redor, inclusive também a comida que é colocada na mesa.

Fonte: Muy Interesante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *