Brasil tirou nota 10,0 nas Olimpíadas (Até agora)

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Sarah Menezes, primeira medalha de ouro do Brasil no Judô

Tenho acompanhado as olimpíadas em Londres, e sempre observo o placar de medalhas. Nesse tipo de competição ter nota 10,0 não é importante, não estamos mais na escola né? O importante aqui (para o País) é o maior número de medalhes, ser o líder.

A corrida está tão apertada, de um lado nossos amigos distantes de olhos puxados (China), do outro os comedores oficiais de McDonald’s (Estados Unidos). E numa posição “um pouco” abaixo vem nosso País, que possui nota 10,0.

Até o dia de hoje (sexta-feira, aproximadamente às 14:00h) o Brasil possui apenas 11 medalhas. A posição que ele ocupa é a de 26º. Se estou feliz com isso? Posso dizer que sim, a maioria dos países que estão em primeiro detém uma educação de melhor qualidade, detém um número maior de pessoas que chegam à faculdade, então pra que ser o primeiro né? Já que nesse quesito estamos mais em baixo.

Apesar de ser um evento internacional, poucos de nós brasileiros assistimos, mas ainda sim queremos resultados, porque tanta pressão? Na maioria dos esportes “não populares” existe uma dificuldade enorme de chegar às olimpíadas, ah tá, você não sabia né?

A boxeadora Adriana Araújo, conseguiu uma medalha de bronze, e expressou seu descontentamento com a confederação Brasileira, está é uma das poucas que “questiona” esse tal incentivo, e esse momento só ocorreu, ela só foi ouvida, por que conseguiu uma medalha.

O Brasil, país que irá sediar as olimpíadas de 2016 não incentiva “todos” os esportes, mas aqui será diferente, sabe por quê? Em nosso país a quantidade de atletas brasileiros será muito maior, sabe por quê? Por que não vão precisar gastar muito dinheiro, eles moram aqui.

Em poucos momentos valoriza-se o Brasil, os méritos dos atletas, entretanto a crítica é uma prática constante, estamos carregados delas, o interessante, é que apesar de falar mal do desempenho dos atletas, talvez em 2016 você atravesse o mesmo dilema deles, apesar de a olimpíada ser no país que você ama e nasceu, “talvez” você não tenha dinheiro pra comprar o ingresso. E aí quem sabe você comece a compreendê-los de uma maneira melhor.

9 Comentários


  1. "Se estou feliz com isso? Posso dizer que sim, a maioria dos países que estão em primeiro detém uma educação de melhor qualidade, detém um número maior de pessoas que chegam à faculdade, então pra que ser o primeiro né? Já que nesse quesito estamos mais em baixo". vc tem certeza seu ignorante? china, cuba, jamaica, irã, cazaquistão e coreia do norte estão na frente, por acaso esses paises possuem mais condições financeiras ou educacionais q o brasil? e o q tem aver faculdade com desempenho esportivo? vc possui faculdade mas aposto q é um merda em esportes. Te dou uma dica, escreva sobre assuntos q vc tenha o minimo d conhecimento.

    Responder

  2. "Se estou feliz com isso? Posso dizer que sim, a maioria dos países que estão em primeiro detém uma educação de melhor qualidade, detém um número maior de pessoas que chegam à faculdade, então pra que ser o primeiro né? Já que nesse quesito estamos mais em baixo". vc tem certeza seu ignorante? china, cuba, jamaica, irã, cazaquistão e coreia do norte estão na frente, por acaso esses paises possuem mais condições financeiras ou educacionais q o brasil? e o q tem aver faculdade com desempenho esportivo? vc possui faculdade mas aposto q é um merda em esportes. Te dou uma dica, escreva sobre assuntos q vc tenha o minimo d conhecimento.

    Responder

    1. Felipe,
      O texto diz a maioria, e não todos. Só frisando que a China tem uma boa educação sim. E o texto é apenas uma crítica a falta de investimento na educação brasileira e utiliza as Olimpíadas para fazer referência.

      Responder

      1. Alienação? parece compreender bastante desse conceito né meu caro? Eu em nenhum momento disse que tinha faculdade, e se for o caso, meu intuito aqui não é dizer se detenho ou não alguma habilidade. E não estou aqui pra ficar explicando o que posto, se você não compreende é fruto de sua própria ignorância. Tenha um ótimo dia, e quando souber discutir sobre algum assunto, quem sabe teremos tempo pra você. Suas ridículas palavras apenas reforçam o estereótipo: “Atletas não pensam”. E outra coisa, quando quiser criticar alguém, ou alguma coisa, ao menos escreva direito. “Valeu sabidão?”

        Responder

  3. Primeiro, dar nota 10 para o tremendo disperdicio de dinheiro (Delegação imensa, equipe atletica enorme, equipe tecnica maior ainda, mais o monte de politicos e tudo em hotel 5 estrelas e as nossas custas)
    Para um resultado abaixo do mediocre.
    Voce da 10 para isto?
    Seria melhor ter enviado bem menos pessoas, mas com chances mais reais.
    E com a economia, investiria-se no proprio pais.
    Quando se vai a uma guerra, leva-se suas melhores armas.]
    A equipe do brasil, foi na verdade a um veraneio.

    Meu amigo, resumindo, voce esta totalmente alienado da realidade.
    Tu é mais um visionario que ve tudo cor-de-rosa.

    E este linkicha ja encheu o saco.

    Responder

    1. Rafael de Almeida,
      Os jogadores para irem para as olimpíadas não são escolhidos, primeiro eles precisam se classificar através de outras provas, como mundial. E nessas outras muitas disputas, muitos jogadores não tem investimentos dos seus países, eles precisam tirar do próprio bolso, ou tentarem um patrocínio com uma empresa privada, o que é muito difícil. Esportes como Vôlei e Futebol tem muito investimento, mas outros como boxe nem tanto. Quanto a ida de políticas não conheço, mas se for verdade, isso sim está errado. E a culpa de poucas medalhas é resultado desse pouco investimento, é só você dar uma procurada nos investimentos da China e dos EUA em esportes.

      Responder

  4. Acho que este post é uma pegadinha, Brasil com o mesmo numero de medalhas de ouro que Etiópia e vc diz que está feliz com desempenho do Brasil, pra que mais investimento que no futebol e olha o vexame, no futebol o Brasil era obrigado a sempre ganhar ouro, fizeram um centro de treinamento para Fabiana Morer, e olha que vergonha a refugada da medroza, Diego Hipólito tem pratrocinio individual, midia e tudo mais, volei de praia com patrocinio do BB, levamos 258 atletas, Cazaquistão levou 56 e ganhou o dobro de medalhas de ouro que o brasil, ficamos atras de Irã, Jamaica e Cuba, que não são lá essas coisas no quisito educação.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *