Filme legendado 'rouba' 25% da atenção do telespectador

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Cinema

Uma pesquisa realizada com 60 alunos da União Educacional de Cascavel (Univel), no Paraná, em maio de 2012, revelou o comportamento do telespectador em relação à diferença na visualização de filmes legendados e dublados.

Diferente da opinião popular, de que os filmes legendados são melhores de assistir, – pois, conservam o ambiente original do filme e também ajudam no aprendizado de idiomas -, o resultado da pesquisa, baseada em estudos neurocientíficos, mostrou que as pessoas ao optarem por filmes legendados perdem uma parte da visualização do todo e que é fundamental ao entendimento do enredo em uma produção.

Por meio da técnica de Eye Tracking, ferramenta de neuromarketing que permite mensurar com exatidão o movimento ocular dos telespectadores, foi possível verificar qual o tempo gasto pelos voluntários na leitura das legendas e na visualização do filme. Os pesquisados passaram 25% do tempo lendo as legendas.

Para o pesquisador e coordenador da pesquisa, Marcelo Peruzzo, isto comprova que os filmes legendados atrapalham significativamente a maneira como a mensagem chega ao telespectador. “A pessoa não consegue ver ao mesmo tempo o que se faz no filme (linguagem não verbal) e o que é escrito na legenda (linguagem verbal), portanto, acaba se confundindo. Ou seja, ao ler a legenda, perde o movimento não verbal dos personagens, que transmitem, principalmente, emoções e sentimentos, fundamentais para o entendimento completo do filme”, diz o pesquisador.

Segundo ele, mesmo de forma inconsciente, as pessoas, ao optarem por um filme legendado, não tem a chance da experiência completa e consequentemente têm uma interpretação equivocada do enredo. “Por meio desta técnica de pesquisa, podemos verificar que o estresse é maior ao assistir um filme legendado do que ao assistir um filme dublado. Percebemos que a busca pela informação não verbal e verbal nos filmes legendados é tão intensa que é possível verificar o desespero do sistema visual, e, consequentemente do cérebro, em entender o que se lê e o que se vê, ao mesmo tempo”, completa Peruzzo.

*Um texto da PRNewswire.

1 comentário


  1. PERDE muito da cena mesmo por prestar atenção na legenda, mais não gosto de dublado pq a maioria das vozes não tem nada a ver com a voz original do ator.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.