A quarentena vai acabar com seu relacionamento

A quarentena vai acabar com seu relacionamento

Tempo de leitura: 25 minutos

Procura por divórcios aumenta 9900% durante a pandemia.

Você já deve ter percebido que não deve estar fácil viver nessa quarentena do coronavírus.

Estávamos acostumados a ter liberdade para sair, jantar fora, tomar um bom vinho e aproveitar a praia.

De repente, não mais que de repente apareceu o coronavírus, pra ser mais exato a Sars-CoV-2.

E de repente tudo mudou.

Distanciamento social, temos que evitar sair de casa, e quando saímos é preciso usar máscara o tempo todo.

De fato o mundo mudou.

E você deve ter percebido que seu relacionamento amoroso também.

As coisas já não estão mais iguais.

Você está sendo obrigada a conviver 24 horas por dia com esse ser que você achava que conhecia.

Mas parece agora que tudo que ele faz te irrita.

Você não olha mais pra ele da mesma maneira.

Quem sabe até já procurou por “como dar entrada no divórcio durante a pandemia”.


Quem sabe até, foi assim que você chegou a esse texto.

Eu te entendo e tenho um recado: você não está sozinha.

A pergunta “como dar entrada em um divórcio” no site de buscas Google, registrou crescimento de 82% no Brasil.

E pasme, a busca por  “divórcio online gratuito” cresceu 9900% no período de 13 a 29 de abril de 2020.

Matéria da GQ publicada em Maio de 2020.

A grande questão é: seria o coronavírus o responsável por isso?

Sabemos que o vírus causa uma doença grave, que pode levar a internação e o uso de um respirador.

Causa tosse seca, dor de cabeça, falta de ar, mas até agora não é possível dizer que a COVID-19 cause falta de amor.

De fato, o que vem acontecendo é que a quarentena nos diversos países tem obrigados os casais a conviverem 24 horas por dia na mesma casa.

Talvez você more num apartamento, e estejam fazendo home office, e é impossível não ver o outro.

Mas não, o coronavírus não causa falta de amor.

O problema está muito antes, a quarentena apenas evidenciou e acelerou esse processo de mudança.

E não quero ser pessimista, mas há uma grande chance de seu relacionamento terminar em divórcio.

Foi assim na China com milhares de casais.

Matéria da G1 publicada em Março de 2020.
Matéria do Estado de Minas publicada em Março de 2020.

Quando acabou o confinamento por lá em Xi’an, capital da província de Shaanxi, região central da China, o número de divórcio simplesmente explodiu.

Com apenas pouco mais de 12 mil habitantes, estão sendo realizados 14 divórcios por dia.

E não estão sendo feitos mais apenas porque os cartórios não tem mais horário pra atender a demanda.

São mais e mais matérias mostrando isso.

Matéria da Pais & Filhos publicada em Junho de 2020.
Matéria do site Consultor Jurídico publicada em Maio de 2020.
Matéria do Jornal A Tarde publicada em Junho de 2020.

Mas não precisa terminar assim, o divórcio não é a única solução.

Entretanto deixa eu te contar uma coisa: Você foi enganada!

Desde pequenos somos condicionados a acreditar que existe um mundo perfeito quando se trata sobre relacionamentos.

Aprendemos com os filmes da Disney que podemos encontrar nosso príncipe encantado, e que assim viveremos felizes para sempre.

Todavia não é assim que nos sentimos quando vivemos no mundo real, nesse mesmo que você está agora.

Percebemos que encontrar nossa alma gêmea e ser libertada do sono profundo por um beijo não é tão simples como imaginávamos.

Ou ainda, beijamos o sapo na esperança de que ele vire príncipe, e ele continua sapo.

Mas o amor tudo suporta, e então você resolve enfrentar tudo isso e encontrar alguém para passar o resto da sua vida.

Então você ama, se entrega, e emite sua certidão de casamento.

A lua de mel foi uma maravilha.

Vocês estavam finalmente juntos!


O tempo então passou, e aquele amor do início do relacionamento parece que sumiu.

Sabe quando você ficava ansiosa para encontrar com ele?

Pois é! Não está se sentindo mais assim.

Ou então quando seu corpo se arrepiava com o beijo que ele te dava?

E quando te despia, seus hormônios iam ao delírio e você explodia de tesão.

Mas agora tudo isso é passado.

A rotina os consumiu.

Talvez até você já tenha filhos e parece que o sexo passou a ser proibido.

Quem sabe até ainda haja sexo, uma vez por mês, quando você gostaria de ter todo dia.

No elenco desse filme você não se vê mais como a Cinderela, mas sim como a Madrasta Má.

E brigam por tudo!

Pela toalha deixada em cima da cama, pela atenção que ele não mais te dá, pela falta de sexo, por não mais saírem pro cinema, e quem sabe por não mais te amar.

Te prometeram um “felizes para sempre” e tudo que você encontrou foi um “filme de terror”.

Lembra do dia que ele te pediu em namoro?

De como se sentiu feliz e preenchida?

De como sentiu que queria aquele homem para o resto da sua vida?

Lembra do pedido de casamento?

O quão feliz você ficou em saber que era sua chance de ser a rainha dele.

E então começaram os preparativos para o grande dia.

Talvez você tenha feito uma festa de arromba, ou talvez tenha sido uma pequena cerimônia.

Em todo o caso você se sentiu feliz.

Felicidade que te preenchia, igual a todos os bons momentos que você viveu ao lado do seu homem.

Aquele dia no cinema, aquele sexo gostoso que te fez gozar, o almoço na sua casa, e tantos outros bons momentos.

Mas de novo, o relacionamento caiu na rotina.

O que era só alegria tornou-se infelicidade, e você agora quer dar um basta.

Já está pensando, ou mesmo já pediu, seu divórcio.

A infelicidade tomou conta do seu relacionamento.

Mas não precisa ser assim.

Existe uma maneira de você blindar seu relacionamento e evitar um divórcio.

Divórcio esse que vai mudar completamente sua vida.

Mesmo que você ainda ame seu parceiro, e mesmo que ainda quisesse preservar o relacionamento por causa dos filhos.

Para isso você vai precisar implementar alguns hábitos extremamente simples na sua vida, que vou te contar hoje.

E que possuem um grande potencial se executados corretamente.

Talvez nesse momento você esteja pensando que isso aí é mentira, que já tentou de tudo e que o amor foi embora mesmo e que não há nada que você possa fazer.

Ou ainda, que esses hábitos nunca vão funcionar no seu relacionamento.

Talvez até pense que deva ser muito difícil executá-los, e que você não está mais a fim de perder tempo tentando salvar algo que o outro parece não querer mais.

Eu te entendo!

Desde criança ninguém nunca nos ensinou a como desenvolver relacionamentos saudáveis.

Ninguém disse que existiam hábitos necessários dentro de um relacionamento amoroso.

Aprendemos a fórmula de Bhaskara na escola, mas não aprendemos a como demonstrar amor.

Tudo o que você aprendeu quando se trata de relacionamentos então foi por tentativa e erro.

E olha, tenho certeza que foram muitos erros.

Que doeu, que machucou, mas que no fundo você aprendeu alguma coisa.

A verdade é que a vida é simples!

Veja bem, ela não é fácil, mas é simples.

Isso significa que você precisa de poucas coisas para salvar seu relacionamento, mas que executa-las vai exigir um pouco de você.

Mas não precisa ficar ansiosa agora, vou te explicar mais a frente como fazer tudo, tim tim por tim tim.

Por hora peço apenas para você me deixar entrar um pouco na sua vida, e te ajudar a não precisar mais do divórcio.

Você realmente quer isso?

Não mais precisar porque você reacendeu o fogo da paixão, eo amor voltou ao seu casamento?

Relaxe, vou te ensinar como fazer isso.

Ah, e ainda nem me apresentei né?

Meu nome é Luciano Júnior, e eu sou um pesquisador na área de relacionamentos amorosos.

Tenho um canal no Youtube sobre o tema com milhares de visualizações, e já ajudei dezenas de casais a melhorarem seus relacionamentos.

Nesse momento talvez você ainda sinta que relacionamentos não podem ser melhorados e aprendidos, que eles são o que são.

Mas posso te provar o contrário?

Pois bem, a primeira coisa que você precisa saber é que sim, o seu divórcio está a caminho.

Matéria da Veja publicada em 2008.
Matéria do site R7 publicada em 2017.
Matéria do site 8º Tabelionato de Porto Alegre.

Dados do IBGE revelam que um a cada três casamentos termina em separação no país.

Um balanço feito com dados do instituto entre 1984 e 2016 aponta ainda que o número de dissoluções disparou com o passar dos anos.

Nesse período os casamentos subiram 17%.

Enquanto os divórcios aumentaram 269%.

Entretanto não é apenas esse dado que choca.

Ainda segundo o IBGE, a duração média dos casamentos tem caído ao longo dos anos.

Matéria do site Agência IBGE publicada em 2018.

Para você ter uma ideia, em 2007 a média de duração de um casamento civil era estimada em 17 anos.

O que prova o seguinte ponto:

Se seu casamento tem menos de 14 anos, a chance dele terminar nos próximos anos é enorme.

Mas veja, não estou sendo maldoso, nem jogando praga no seu matrimônio.

Estou apenas sendo realista e te mostrando que se você nada fizer, se não cuidar e cultivar seu relacionamento, há grandes chances dele chegar ao fim.

Matéria do site JusBrasil publicada em 2011.

As mulheres são quem mais exigem os divórcios, sendo responsáveis por 70,54% dos pedidos de divórcios não consensuais, modalidade em que apenas um dos parceiros quer o fim do casamento.

Em média a mulher tem 40 anos de idade na data do divórcio, para os padrões atuais ela é extremamente jovem.

Entretanto perceba o seguinte, toda pessoa que solicita o divórcio hoje já vem suportando um problema por muito tempo.

Ninguém acorda do dia para o noite e decide: vou me divorciar daquele traste.

Todo fim de relacionamento amoroso, seja namoro ou um casamento, vem com o tempo.

Com o tempo as coisas vão se desgastando, e quando vê já não amamos mais o outro.

Mas de novo, não precisa ser assim.

Um divórcio é extremamente desgastante, muitas vezes você ainda gosta do seu parceiro, mas não aguenta mais conviver com ele.

Além disso, se tiver filhos, essa dissolução também os afeta, e acaba com um laço familiar.

E como se não bastasse, um divórcio no Brasil é extremamente caro, principalmente se for no litigioso.

Segundo reportagem do Valor Investe o mínimo necessário, juntando as custas judiciais e um advogado, começa em R$ 5 mil.

Esse valor pode chegar a milhares de reais se houver muitos bens a partilhar e também guarda de filhos.

Todavia, esse é o único caminho?

Será que não existe um jeito de resgatar todo aquele amor que vocês tinham um pelo outro no começo do namoro?

É possível!

Você deve estar se perguntando como, repetindo para si mesma que não é possível.

Ou ainda imaginando para que se desgastar mais, você já tentou de tudo e nada funcionou, então para que continuar?

Veja, o que vou te mostrar agora poucas pessoas já pararam pra pensar.

É uma informação que está disponível para todo mundo, mas poucos foram atrás, e pior, poucos realmente executaram o que vou te mostrar agora.

Mas esses hábitos que vou te contar hoje estão presentes em todos os relacionamentos de sucesso.

Eles formam a base de todo casal que quer ser feliz, mesmo que muitas não percebam que estão os executando.

Você não vai precisar se desgastar mais implementar isso, porque tudo fluirá naturalmente a partir do momento que você começar a colocar isso em prática.

Deixa eu te mostrar os principais hábitos dos casais de sucesso, mas antes vou te mostrar como eu os descobri.

Era uma sexta-feira, e o ponteiro do relógio marcava 8 horas da noite.

E esse seria mais um dia como qualquer outro da semana, exceto por um detalhe, eu finalmente sairia com ela.

Por dentro do meu corpo uma série de emoções se demonstravam, uma certa ansiedade que fazia meu corpo suar, apesar de fazer frio, e uma contração muscular que me fazia cada vez mais pensar se realmente deveria ir.

Assim como qualquer outra pessoa normal, tinha medo de não agir bem no primeiro encontro e perder aquela pessoa que para mim parecia a pessoa certa.

Entretanto uma coisa realmente era certa, ela não saia dos meus pensamentos.

Aqueles olhos castanhos e seu cabelo cacheadinho, que por sinal acho lindo, me deixavam com um sorriso bobo no rosto.

Ah, devia ser ela!

Mas enquanto eu sonhava, o relógio andava e era hora de ir ao encontro dessa garota incrível.

Banho tomado, roupa vestida, celular, carteira e chave do carro no bolso.

Sai em direção a casa dela, que ficava a mais ou menos 2 quilômetros da minha.

Estava chovendo, e as gotas de água batendo no para-brisa do carro me faziam imaginar o que aconteceria de hoje para frente.

Será que daríamos certo?

Será que conseguiria arrancar um beijo dela hoje?

Será que o tal “felizes para sempre” realmente existe?

Ainda era cedo demais para responder.

E as exatas 20h37mim cheguei em frente ao apartamento dela.

Como bom cavalheiro que sou desci do carro, abri meu guarda-chuva, e esperei em frente ao seu portão.

Ela desceu as escadas usando um vestido azul de algodão que ia até antes do joelho, o que na hora achei um absurdo, afinal estava frio. Mas quem sou eu para julgar?

Ela então veio ao meu encontro, demos um beijinho no rosto, levei-a até o carro e abri a porta para ela entrar.

Seguimos para o cinema assistir 50 Tons de Cinza, eu sei, haha, foi proposital, e era o único filme bom no cinema. A outra opção era algum de desenho, que logo descartamos.

Bom, esse foi nosso primeiro encontro.

Durante o filme nos beijamos várias vezes, aliás, obrigado Christian Grey, você me ajudou.

E sim, engatamos um namoro. Duas semanas após esse dia finalmente iria pedi-la em namoro.

O que também me deixou extremamente nervoso, era meu primeiro namoro, e não sabia nem se ela diria “sim”.

Todavia, aquela morena de olhos castanhos e corpo malhado aceitou, e por alguns momentos me fez o homem mais feliz do mundo.

Digo alguns momentos porque depois disso tudo começou a desandar.

O beijo ainda era bom, o sexo então foi maravilhoso.

Só que apesar da paixão, apesar do tesão que sentíamos um pelo outro, alguma coisa faltava.

Como um quebra-cabeças que você usa todas as peças e no final descobre que algo está faltando, ainda existiam buracos e todas as peças já tinham sido usadas.

Então, exatamente como acontece numa montanha russa, logo depois de chegarmos ao topo, descemos de vez, e assim como qualquer humano normal levamos um susto.

Susto esse que nos fez brigar, cada vez mais.

Não sei se você já passou por isso, mas parece que só o amor não é suficiente.

A gente ama, se entrega e mesmo assim o relacionamento não dá certo.

Infelizmente depois de pouco tempo nosso namoro chegou ao fim.

E desde esse dia prometi para mim mesmo que isso nunca mais aconteceria.

Eu nunca mais fracassaria desse jeito em um relacionamento, pelo menos não dessa maneira.

Foi então que fui em busca de descobrir porque alguns casais dão certo, e outro nãos.

Depois de aprender muita coisa em livros, pesquisas científicas e aplicar em mim, resolvi criar um canal no Youtube para falar desses aprendizados.

Depois de algumas centenas de vídeos percebi que alguns fatores sempre se repetiam quando um relacionamento amoroso passava por problemas.

Como por exemplo o diálogo.

Que também acabava afetando no sexo.

E descobri quais os principais motivos que fazem as pessoas se divorciarem.

E pasmem, na maioria dos casos eles são os mesmos.

Sim, o dinheiro é a segunda maior causa de divórcios no mundo.

E se você é curiosa igual a mim deve estar se perguntando então qual o primeiro.

Diversas pesquisas foram feitas com pessoas separadas que responderam que a causa principal do seu divórcio era a infidelidade.

Mas veja só, a infidelidade é o estopim de um término.

O problema vem de muito bem antes.

Vem da falta de diálogo, da falta de confiança, da falta de dinheiro, e até da falta de sexo.

Que fazem um dos parceiros ir procurar satisfação sexual, e até afetiva, em outra pessoa.

E sim, ele é um cafajeste por fazer isso, mas será que o relacionamento precisa mesmo chegar a esse ponto.

Será que não podemos nos fixar nas coisas boas que um amor trás?

Porque é disso que você terá saudade.

É disso que você sentirá falta quando estiver no fim dos seus dias.

Esse será seu maior arrependimento no amor.

Não acredita? Então veja essa história.

Uma enfermeira australiana, chamada Bronnie Ware, trabalhava em um centro médico cuidando de pacientes terminais.

Ela resolveu entrevistar seus pacientes e perguntar quais eram os maiores arrependimentos que eles possuíam.

Assim, ela descobriu e depois escreveu um livro chamado “The Top Five Regrets of the Dying”, que conhecemos como os cinco maiores arrependimentos antes de morrer.

Dentre esses cinco, um deles tem muito a ver com o amor.

É o terceiro arrependimento. Que é:

“Eu gostaria de ter tido coragem de expressar meus sentimentos.”

As pessoas passam pela vida, conhecem o mundo, e esquecem de dizer o que sentem.

Talvez por medo, ou por achar que não era importante.

Por isso diga mais eu te amo, gosto de você, quero estar ao seu lado, quero sair contigo, quero te beijar.

Namora comigo, casa comigo, me deixa ser sua.

Tenho tesão em você, gosto do que você faz comigo, quero passar a vida a seu lado.

Tenho medo de você me deixar, não gosto de como você faz isso, odeio como você me faz sentir.

Te amo, mas estar ao seu lado me faz infeliz.

Enfim, expresse aquilo que você sente, independente do que possa acontecer.

Por que falar abertamente sobre o que sente é um dos 7 Hábitos Altamente Eficazes dos Casais de Sucesso.

Foi assim, pesquisando bastante, ouvindo histórias de pessoas, testando em mim mesmo e no meu público.

Que percebi que apesar de tudo que falam sobre relacionamentos, são na verdade 7 Hábitos que realmente importante para salvar um relacionamento.

Todo casal de sucesso aplica esses 7 Hábitos, mesmo que de forma empírica.

Agora, será que SÓ você precisa salvar seu relacionamento?

NÃO!

Acredito que um relacionamento de sucesso é uma via de mão dupla.

Em que ambos os parceiros podem e devem atuar para melhorar essa relação.

Entretanto, após anos atuando no ramo dos relacionamentos percebi que as mulheres têm um poder de persuasão infinitamente maior que os homens (infelizmente admito isso!).

É por isso que escrevi esse conteúdo focado em você mulher.

Porque a partir do momento que você começa a querer mudar e melhorar, pode levar seu marido e toda sua família junto.

Mas não, você não fará tudo sozinha.

A medida que começar a aplicar esses hábitos, e envolver seu marido nisso, ele mesmo vai perceber que é muito melhor participar de tudo isso junto com você.

Um dica se quer convencer ele é só falar que um dos hábitos tem a ver com sexo, e que a medida que aplicarem o clima vai esquentar. 😀

Agora, quais são esses hábitos?

E principal, como aplicar cada um deles na sua vida?

Como você pode ter acesso a esse conhecimento, que ainda é um mistério para muitas pessoas?

Todos esses hábitos você irá conhecer dentro do ebook Os 7 Hábitos Altamente Eficazes dos Casais de Sucesso.

Preparei um conteúdo explicando quais são os hábitos, e mais.

Explico como aplicar cada um na sua vida, e também como discutir esses hábitos com o seu parceiro.

Afinal, de nada adianta você saber quais são esses hábitos, se não encontrar a melhor forma de juntamente com seu marido aplicar em seu relacionamento.

É como se te pegasse pela mão, e mostrasse qual o melhor caminho para a sua salvação.

E qual o investimento que você precisa fazer? Quanto você pagaria para salvar seu casamento?

Se você parar para analisar vai perceber que uma das medidas que pode tomar para salvar seu matrimônio é procurar uma terapia de casais.

Nesse procedimento você e seu amado se sentarão diante de um psicólogo, discutirão e tentarão resolver seus problemas.

Uma única sessão de terapia, segunda tabela oficial do Conselho Federal de Psicologia, deve custar no mínimo R$ 183,43.

Contudo, você precisa levar em conta que uma sessão única não é suficiente.

Um psicólogo de formação vai te exigir no mínimo uns 3 meses de terapia, podendo exceder se o problema persistir.

Fazendo aquela boa e velha conta de matemática, supondo uma sessão por semana durante três meses…

…você gastará o total de R$ 2.201,16.

Agora imagine que você escolheu outro caminho, e decidiu pelo divórcio, mesmo que ainda ame o outro.

Segundo tabela da OAB, só de honorários advocatícios você deveria pagar R$ 5.358,83.

Isso se a separação for consensual.

Além disso, se houver bens a partilhar, o advogado ainda cobrará 6% sobre o valor da causa.

Se o divórcio for litigioso, modalidade onde apenas uma das partes quer o divórcio, você deverá pagar R$ 8.335,95 ao seu advogado.

Mais 10% sobre o valor da causa se houver bens a partilhar.

Ah, e nem falei sobre as custas judiciais, esse é só preço do advogado.

Todavia, eu sei que você não gostaria de pagar R$ 8.335,95.

Ou ainda R$ 5.358,83, mesmo que essa transformação no seu casamento valesse isso..

E pra falar a verdade o valor do meu ebook não chega perto nem dos R$ 2.201,16, o preço das terapias.

Mas espere. Tem mais.

Além do ebook Os 7 Hábitos Altamente Eficazes dos Casais de Sucesso, você ainda vai levar uma vídeo aula super especial.

Nela eu conto quais são as 5 Linguagens do Amor.

Onde você aprenderá a melhor forma de demonstrar amor ao seu parceiro, e entenderá porque muitas vezes não se sente amada.

É tudo isso que você vai levar:

Um ebook incrível que conta os 7 Hábitos dos Casais de Sucesso.

Uma vídeo aula que vai te ensinar as 5 Linguagens do Amor.

E se tudo isso não bastasse, eu vou pagar pra você salvar seu casamento e evitar seu divórcio.

Estou colocando meu conteúdo em risco, e confiando tudo a você.

Funciona assim:

Vou te dar 7 dias para você absorver meu conteúdo, totalmente de graça.

Se até em 7 dias você não achar que isso pode realmente mudar seu relacionamento

Se achar que é só mais um livro de autoajuda fajuto.

Ou se não gostar da minha escrita.

É só pedir seu dinheiro de volta, e te devolvo 100% do que gastou.

Esses sete dias são um tempo suficiente para você ler todo meu ebook, assistir a vídeo aula, e começar a aplicar no seu relacionamento.

Claro, em 7 dias você não irá resolver tudo, mas vai perceber se tudo que falei faz realmente sentido.

Além disso, você não terá que pagar sequer o valor de uma ÚNICA SESSÃO de terapia de casais.

Que hoje começa em R$ 183,43, e pode chegar até o limite de R$ 366,88.

Por que nessa oferta você levará meu ebook + vídeo aula por apenas 3x R$ 9,77.

É um investimento que custa menos que uma terapia, bem menos que um divórcio, mas com muito mais resultado.

Agora você deve estar se perguntando: onde está a pegadinha?

Por que um conteúdo que pode salvar meu casamento é oferecido por um preço tão incrível?

Bom, eu relutei um pouco em oferecer esse preço.

Algumas pessoas do ramo digital me recomendaram oferecer pelo mesmo valor de uma sessão de terapia, que seja R$ 183,43.

Ou ainda por R$ 97, que é o preço da maioria dos ebooks que fala sobre esse tipo de conteúdo, mas sem o mesmo resultado que o meu.

Talvez até no futuro eu resolva cobrar esse preço.

Mas por hoje minha missão é te ajudar.

E quero fazer isso da forma que possa atingir o maior número de mulheres, e consequentemente de casais, possível.

Essa é a maneira que encontrei de te ajudar.

Porque a outra opção era cobra um valor alto, e ganhar muito dinheiro (e tenha certeza que poderia).

Todavia, qual impacto eu poderia ter?

Porque sem esse conteúdo provavelmente seu relacionamento chegará ao fim.

Mais cedo ou mais tarde!

O divórcio é o hoje a realidade, mas não é isso que você quer.

Portanto basta clicar no botão abaixo para adquirir sua cópia e ter acesso a esse conteúdo com a garantia especial de 7 dias, sem qualquer compromisso.

Ao clicar você será redirecionada para uma página do nosso parceiro, a Hotmart.

Nessa página é só adicionar seus dados como nome, email, telefone, e os dados de pagamento.

Que pode ser cartão de crédito, boleto, Paypal ou débito bancário.

Recomendo utilizar cartão de crédito, porque a confirmação acontece em segundos, e você já pode usufruir do meu conteúdo.

O ebook, e o link de acesso a vídeo aula serão enviados para o email que você informou.

Espero que você realmente tenha disposição para dar este passo, que pode ser o mais importante de toda a sua vida amorosa até aqui.

Pode me cobrar os resultados.

Clique abaixo, adquira sua cópia dos 7 Hábitos o quantos antes e comece a aplicar esse conteúdo na sua vida.

Um abraço,

Luciano Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.