Sessão Nostalgia: As Trigêmeas

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

As Trigêmeas

As Trigêmeas conta as aventuras de três irmãs gêmeas (óbvio) chamadas Anna, Teresa e Helena, que quando se comportavam mal, eram punidas pela Bruxa Onilda que as mandava para dentro de histórias infantis, e contos de fadas.

A série de desenho infantil que costumamos ver na TV foi baseada na série de livros da escritora catalã Roser Capdevila, escritora que tinha filhas trigêmeas, e baseou-se nelas para criar a história.

A história foi criada em 1983, quando as filhas da autora tinham 14 anos. As histórias dos livros foram bem-sucedidas, e imediatamente começaram a ser publicadas em muitos países. No começo eram apenas as garotas, mas em 1985 foi adicionada uma nova personagem, a tia das trigêmeas “Bruxa Onilda”, que passou a mandar as três para dentro de clássicos da literatura infantil, ou acontecimentos históricos envolvendo Marco Pólo, Cristóvão Colombo, Cleópatra, entre outros.

Os livros fizeram tanto sucesso, que em 1994, a Cromosoma e Televisió de Catalunya criou uma série de desenhos animados baseada nos livros das trigêmeas. A série foi muito bem-sucedida e rentável, o que conduziu à produção de uma segunda série chamada A Bruxa Onilda, produzida juntamente com a France 3, Canal J e Storimages, em que a personagem principal passava a ser a Bruxa, que contava suas aventuras de vida.

Em 2004, a série “As Trigêmeas” completou 104 episódios, enquanto “A Bruxa Onilda” 52. Os episódios foram traduzidos para 35 idiomas diferentes, e têm sido apresentados em 158 países. No Brasil a série estreou pelo Canal Futura em 1998, e em 1999 passou também pela Rede Globo. Na TV paga passou pelos canais Cartoon Network e Boomerang.

É fato que muitos de nós nos divertimos com as aventuras de Anna, Teresa, Helena, Bruxa Onilda, Coruja e até com os Ratos. Sem contar que aprendemos muito sobre a história do mundo, de uma forma divertida.

E pra quem quiser relembrar os bons tempos, a série ainda é exibida no Canal Futura, de segunda a sábado às 9h30, e no domingo às 11h.

Com informações da Wikipédia.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.