Sessão Nostalgia: Pica-Pau

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Pica-Pau

O Pica-Pau (em inglês Woody Woodpecker) é o nome de um personagem de desenho que é um pica-pau antropomórfico (animal com corpo e características humanas), que estrelou vários curtas-metragens de animação produzidos pelo estúdio de Walter Lantz e distribuídos pela Universal Pictures.

Dizem que Pica-Pau foi criado por Walter Lantz em sua lua de mel. Na noite de núpcias quando ele estava com sua esposa, Grace Stafford, no Lago Sherwood um pica-pau irritante passou a noite inteira bicando o telhado do chalé que haviam alugado, não deixando que eles dormissem. Quando o pássaro foi embora, eles descobriram que o pica-pau havia feito um monte de buracos no telhado, por onde a chuva começou a entrar, arruinando de uma vez à noite. Essa história não é aceita, pois Lantz só se casou em 1941, um ano depois de criar o Pica-Pau.

O Pica-Pau foi criado em 1940 pelo artista Walter Lantz. O Pica-Pau é descrito como um pássaro louco e com uma aparência grotesca. Mas ao longo dos anos o Pica-Pau vai se transformado, e ficando cada vez mais “bonito”, simpático e calmo.

A primeira aparição de Pica-Pau aconteceu em 1940, no episódio intitulado Knock Knock. Primeira aparição que poderia não ter ocorrido, pois Bernie Kreisler, chefe de departamento da Universal Studios, rejeitou o desenho dizendo que aquele passarinho era a coisa mais feia e desajeitada que ele já tinha visto. Mas Lantz insistiu e Kreisler acabou cedendo. E o que aconteceu depois? Pica-Pau fez um sucesso estrondoso.

Aliás Pica-Pau não começou como personagem principal. Na verdade “Knock Knock” é um curta da série Andy Panda, e Pica-Pau foi apresentado como sendo o novo adversário de Andy Panda (um panda antropomórfico). Mas o sucesso foi tanto que eles resolveram fazer um desenho onde o personagem apareceria sozinho e seria o astro. Criando assim o personagem e o desenho “Woody Woodpecker”.

A primeira aparição do Pica-Pau na TV foi em 1957 na ABC (EUA), com o desenho The Woody Woodpecker Show (O Pica-Pau e seus Amigos). Infelizmente os desenhos só duraram até 1958. Pois até 1966 eles foram censurados, pois diziam que o desenho era muito violento.

Mas em 1970 novos episódios foram criados para serem exibidos na NBC. Claro que editados, colocando uma personalidade mais tranquila e menos agressiva. Isso acabou um pouco com a popularidade do Pica-Pau, pois seu sucesso havia sido baseado em suas atitudes loucas e maníacas.

Em 1972 Walter Lantz fechou seus estúdios devido ao aumento dos custos de produção. E novamente no final dos anos 70 Pica-Pau foi censurado novamente, e depois da censura em 1985, Lantz vendeu sua biblioteca de desenhos animados para a MCA/Universal, que fez uma compilação dos desenhos para um novo The Woody Woodpecker Show em 1988.

O Pica-Pau e seus amigos

Em 1988 Pica-Pau também fez uma pequena aparição em Who Framed Roger Rabbit, em uma cena perto do fim do filme. E em 1995, o personagem apareceu em um comercial da Pepsi junto com Shaquille O’Neal, estrela da NBA.

Depois Pica-Pau só voltou a reaparecer em 1999, na série de animação The New Woody Woodpecker Show (As Novas Aventuras do Pica-Pau, no Brasil), produzida pela Universal Animation Studios.

No Brasil Pica-Pau foi o primeiro desenho animado a ser exibido na TV brasileira, na extinta TV Tupi, um dia após a sua inauguração, em 19 de setembro de 1950. Nessa época os desenhos eram exibidos com a dublagem original (inglês), pois a dublagem em português só iria surgir em 1957.

A primeira emissora de televisão a transmitir o Pica-Pau com dublagem em português foi a TV Record, na década de 1960. E de lá para cá percorreu muitos caminhos. Passou pelo SBT até 2002, e até 2005 estava sobre as mãos da Rede Globo.

Mas em 2006, a Rede Record voltou a exibir as aventuras do passarinho. Primeiramente de segunda a sexta às 18h, depois às 13h. E atualmente passa de segunda a sexta às 18h30, e aos sábados às 13h. E novamente no ano de 2010 o Ministério da Justiça tentou censurar o DVD “Pica-pau e Seus Amigos, volume 6” (lançado no Brasil pela Universal Pictures).

Uma das características do Pica-Pau é sua risada. Mas a risada não era originalmente dele, ela foi criada pelo dublador americano Mel Blanc antes mesmo da existência do Pica-Pau. Antes do Pica-Pau, Mel Blanc já tinha usado a risada para o coelho Happy Rabbit da Warner Bros (que mais tarde evoluiu para o Pernalonga), a risada foi usada pelo coelho em apenas quatro episódios. Depois disso a risada foi usada para o Pica-Pau em seu primeiro desenho animado: “Knock Knock”, risada que acabou combinando perfeitamente com o personagem e se tornou a marca registrada do pássaro.

Lembrando que o nome da espécie científica do Pica-Pau é “Campephilus principalis“.

É verdade que Pica-Pau foi censurado em diversos países, por dizerem que ele era um personagem violento e que não aceitava perder, inclusive o final do primeiro episódio não foi dublado para que a maioria das pessoas não entendam o que eles dizem, mas é certo que aprendemos várias coisas com ele.

E sobre seu sucesso, Pica-Pau recebeu 3 indicações ao Oscar, sendo 2 na categoria de Melhor Curta Animado e 1 na categoria de Melhor Canção Original com a música A Canção do Pica-Pau (“The Woody Woodpecker Song”), em que o desenho animado Apólice Cobertor (“Wet Blanket Policy”) é marcado por ser o único curta-metragem de animação que foi indicado ao Oscar de Melhor Canção Original durante toda a história do cinema.

Com informações da Wikipédia.

Atualização: Há pedidos iremos fazer um resumo do final do primeiro episódio que não foi dublado. Andy Panda consegue capturar o Pica-Pau colocando sal no rabo deles, então Pica-Pau grita pedindo socorro. Ai chega uns enfermeiros do manicômio, eles dizem que o Pica-Pau é louco e que toda a família dele foi morta, e isso o fez fazer essas coisas como a risada e ficar batendo nos outros.

8 Comentários


  1. O que ele diz no final do prim eiro episodio? Em que circunstancias? Ficou faltando essa parte poxa

    Responder

  2. Nossa! Quando eu era pequena adorava esse desenho, mas acho um absurdo censurar esse desenho sendo que hj em dia passam desenhos japoneses muito piores e realmente violentos, um absurdo!

    Responder

  3. Pokemon, por exemplo, poderia estimular rinhas de galos ou cachorros, pois os pokemons são serem utilizados para brigar entre si para a diversão dos seres “humanos”. Eles (os pokemons) têm até treinadores que são reconhecidos pelas suas técnicas de treinamento e, detalhe, existe uma verdadeira indústria por trás dos torneios… o pic a-pau é um santo comparado a isso!

    Responder

  4. Very nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I’ve truly enjoyed surfing around your blog posts. After all I’ll be subscribing to your feed and I hope you write again soon!

    Responder

  5. Achei a interpretação sobre Pokemon do colega acima, um pouco nada a ver. Sou fã do desenho conheço toda a história por trás, e acho que por a culpa no que os homens fazem nos desenhos é um pouco injusto. Enfim, amo o Woody ele é show, tenho dvds dele com mais de 100 episódios e me divirto muito.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *