Como tornei 2014 o melhor ano da minha vida, até agora

Tempo de leitura: 4 minutos

Palestra para adolescentes

Acreditamos que a vida é só um conjunto de pequenos espaços de tempo em que nos rastejamos, sempre em busca de algo que a gente nem sabe o porquê. Sonhamos em, por mais clichê que possa parecer, realizar os nossos sonhos. Mas acreditamos que eles são apenas coisas do nosso pensamento, e que irão aparecer apenas durante nossas horas de sono. Só que não, a vida é para ser aproveitada em sua máxima capacidade.

Foi do nada que minha vida mudou, simplesmente de um dia para o outro percebi que estava no caminho para conseguir a vida com que sempre sonhei. Pode parecer que sou sortudo, ou que a vida deu um belo sorriso para mim, mas tudo aconteceu por um único e simples motivo. Eu decidi ser o próprio autor da minha história. E parece até meio bizarro que isso tenha começado justamente escrevendo um livro.

Para quem não me conhece eu sou o Luciano Junior, e vou te contar como fiz simplesmente desse ano o melhor da minha vida. Pode até parecer meio bobo, ou arrogância, e você achar que eu quero me gabar. Porém essa não é a verdade, e eu só quero mostrar isso a você. Tudo mudou quando resolvi publicar meu livro de forma independente. Depois fui em um evento chamado GVTop, e foi lá, ás 23h, na volta para o hostel depois do evento, que eu percebi que era aquilo que queria da minha vida. Minha vida seria construída com experiências marcantes. Foi assim que lancei um livro, fui aos jogos da Copa do Mundo, realizei uma palestra no maior festival multicultural da América Latina, viajei para o Rio de Janeiro, comecei meu projeto para adolescentes e participei de outros dois eventos sensacionais em Recife.

Tudo isso ainda é pouco para um garoto de 19 anos que pretende mudar o mundo, mas é o bastante para mostrar que estou no caminho certo. Você pode até achar que isso é coisa de quem é rico ou não é pra você, mas tudo o que realizei aconteceu por um único motivo: mudei minha mentalidade. Sempre acreditei que os sonhos iriam aparecer para mim se eu fosse um bom garoto, posso chamar isso de “síndrome do Papai Noel”. Até que mudei e percebi, se eu quisesse algo eu era o único responsável pelo meu sucesso ou fracasso. Tudo isso foi formulado nesse ano através de aprendizados. Se te interessa essas são minhas filosofias de vida, e elas não tem ordem de importância, pois todas são extremamente necessárias:

  • A felicidade já está em você.
  • Sempre aprenda algo, sempre.
  • A jornada é melhor que o destino.
  • Comece agora a viver como você deseja viver o resto da vida.
  • O não você já tem, então tenta.
  • Faça as coisas acontecerem.
  • Seja o autor da sua própria história.
  • Você é ninguém.
  • As pessoas só acreditam nos resultados.
  • Melhor ser coautor de uma história de sucesso, do que autor de um fracasso.
  • O medo te impede de fazer o que você sempre quis e te controla.
  • O dinheiro é só uma ideia, por isso não tenha medo dele.

São essas pequenas frases que sempre me lembram do que quero e quem sou. Pode parecer história da carochinha, mas é a mais pura verdade. E te conto isso para mostrar que você também pode, a vida é mais do que acordar, trabalhar, comer e dormir. Porém ela não é um conto de fadas, e precisei aprender isso na marra, até escrevi um conto de fadas para contar essa história. É que ninguém fala dos fracassos, das coisas que deram errado. Poucas pessoas de sucesso mostram suas dificuldades. Por isso, apesar de ainda não ser totalmente sucesso, quero dizer que sim, os problemas sempre virão.

Eu falhei com um aplicativo para a Copa do Mundo que não deu certo. Eu falhei com meu blog. Falhei em alguns textos. Falhei na edição do livro que contém dois pequenos erros que ninguém nunca notou. Falhei na viagem de São Paulo e Recife na ida, e falhei na do Rio na volta. Falhei na abertura da minha empresa. Falhei como vendedor. Falhei financeiramente em alguns momentos. Falhei nos relacionamentos amorosos. Falhei em terminar meu curso. Falhei na escrita do meu segundo livro. E falhei diversas outras vezes, e é só por ter falhado tanto que eu posso claramente dizer que 2014 foi o melhor ano da minha vida, até agora, pois sei o que o futuro me reserva.

Sempre fazemos metas para o próximo ano, e poucas pessoas realmente se engajam em cumprir as suas. Com muito orgulho digo que cumpri tantas metas, que poderia passar 2015 sem realizar nada e ainda sim seria suficiente. Contudo 2015 será melhor que 2014, e sei disso porque algumas coisas já estão planejadas.

Escrevi esse texto enorme só para te mostrar que você também pode, eu só tenho 19 anos, e a idade não me impediu de nada. Você também consegue! Vai! A única pessoa que pode realizar seus desejos é você. Espero que quando chegar no final da sua vida, naquele último minuto entre vida e morte, você possa olhar para trás e dizer: valeu a pena viver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.