Como construir uma sociedade doente?

Tempo de leitura: 2 minutos

Boneca e mascáras

Olá amigos, saudações cordiais.

Estive um tempo sem compartilhar palavras aqui neste ambiente, estava em uma espécie de peregrinação do saber. Apesar de o caminho ser distante, pude ver e ouvir as peculiaridades que aconteciam em nossa sociedade durante esse meu distanciamento.

Com base na reconstrução de uma menta fadigada resolvi abordar o seguinte tema:

Como construir uma sociedade doente?

Sim essa foi a epifania que me envolveu no caminho que percorri. É aquele tipo de dúvida que gruda no seu intelecto, e para o processo de remoção é necessário uma cirurgia, que poderá demorar horas.

Dentro deste questionamento que me corrói, pipocaram algumas possibilidades:

E se jogássemos um vírus pelo ar para acabar com a humanidade? Por alguns segundos consegui imaginar o caos nos hospitais, a falta de transportes médicos, ou seja, esse tipo de situação que “não existe em nosso país”. Entretanto, larguei meus devaneios e pensei: Talvez eu esteja vendo muito The Walking Dead. Esse tipo de prática jamais aconteceu. E não acredito que algum país teria a capacidade de pensar nisso (…). Continuei minha caminhada. E entre minhas miragens tive um novo pensamento: E se criássemos um tipo de programa social para a população e induzíssemos as pessoas ao ato de não trabalhar e viver as custas do governo? Sim eu sei, nesse momento o sol pairando em minha cabeça durante horas redirecionou minha percepção, eu não conseguia mais organizar os fragmentos de minha mente. Esse tipo de programa nunca funcionaria, a população é muito esperta, não seria facilmente manipulada assim (…). Com as pernas cansadas, sentindo que ia desmaiar e não conseguindo mais identificar o que era real, veio sobre mim uma possível utopia: E se elegêssemos um tipo de governo e continuássemos a votar nele, dando a ele a manutenção do poder por vários anos? Hum. Desculpem-me. Esse tipo de pensamento é fruto de dias sem alimentação e água. As miragens realmente infectaram minha mente, isso NUNCA aconteceria no século XXI, pois as pessoas a cada dia mais demonstram sua opinião e insatisfação com o mundo, talvez, se estivéssemos perdido entre reis, cavaleiros e magos perceberíamos a manutenção de um só poder, uma só voz. Mas hoje? Não.

Enfim, depois de pensamentos felizes e uma enorme alegria por fazer parte desta sociedade que habitamos, resolvi continuar a caminhada. Talvez você se pergunte: Qual a intenção de saber como se constrói uma sociedade doente? Com uma expressão extremamente alegre e sorriso nos lábios lhe informo: A verdade é que a sociedade que nós frequentamos é muito saudável, e de maneira nenhuma eu gostaria que ela ficasse doente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.