A empatia é uma droga

Tempo de leitura: 2 minutos

Empatia

Empatia está sendo um termo muito usado hoje em dia, milhares de pessoas falam todos os dias sobre ela, mas primeiro deixa eu te explicar o que ela é. A empatia é a capacidade que um indivíduo tem de se colocar no lugar do outro, e de assim sentir o que ele sente e tentar entendê-lo.

Basicamente é aquilo que permite com que você veja o mundo pelos olhos do outro, e assim possa muitas vezes perceber porque o indivíduo está fazendo aquilo, e sendo assim, sabendo seus motivos, você possa ajuda-lo, ou ao menos não atrapalha-lo de alguma forma.

Psicólogos e pessoas comuns defendem que a empatia é o que falta para haver um mundo melhor. Segundo eles, se todo mundo tivesse a capacidade de se colocar no lugar do outro, não haveria tantas guerras, tanta fome, tanta destruição. A empatia seria então a salvação do nosso século. O único problema é que não se ensina empatia, ou o indivíduo aprende por ele mesmo, ou nunca terá essa capacidade.

Existe apenas um problema com isso, é que muitas vezes você se coloca no lugar do outro, e esquece que você também precisa de um lugar. Não é uma visão egoísta, ou mesmo pensar somente em você, mas de nada adianta tentar salvar as crianças da África, quando você está passando fome. De nada adianta se colocar no lugar da namorada, e continuar infeliz porque você não quer mais ela, mas não a deixa porque algo importante aconteceu e ela está frágil.

Claro que se colocar no lugar do outro é muito bom, isso faz com que você veja a vida de uma forma mais relaxada, e não dê tanta bola quando o seu chefe gritou com um erro seu, sabendo que o chefe dele está cobrando a entrega daquela tarefa. Mas ao mesmo tempo isso não pode fazer você passar noites sem dormir, esquecendo-se da família, porque precisa terminar aquela tarefa para o seu chefe.

Assim você não estará se colocando no lugar dos seus familiares, e estará criando um conflito. Isso só não é maior quando você esquece de você e passa a pensar somente nos outros. Um exemplo bem claro disso foi o que escrevi no meu livro. Em determinado capítulo o garoto deixa de tentar ter a garota simplesmente porque ele vai colocar um aparelho nos dentes. Ele pensa que assim ela não vai poder beija-lo toda hora, e sente que isso talvez a machuque, por isso ele a deixa escapar. Ou seja, ele se colocou tanto no lugar do outro, que esqueceu a própria felicidade.

Por essas e outras é que a empatia é uma droga, mas é claro que isso só acontece quando ela vem de forma exagerada, quando a felicidade do outro estraga a sua. E esse discurso não tem nenhum problema, afinal não adianta nada que todo o mundo esteja feliz, e você esteja sofrendo, a felicidade já está em você.

1 comentário


  1. Você quer muito comprar aquele carro dos seus sonhos, para isso trabalha feito um louco por meses, ou até anos. Daí chega o dia em que tem condições de comprar, mas então chega a noticia que sua mãe está doente, não por uma doença fatal ou coisa do tipo, mas ela sente dores todos os dias, foi a vários médicos pelo SUS e nenhum pôde ajudar. Certo dia descobre que há um tratamento que promete remover as dores e até curar a doença, porém vc se depara com o valor exorbitante…..E aí? Será sua felicidade ou de sua mãe?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *