Dá para conhecer uma mulher pelo jeito que ela come chocolate

Tempo de leitura: 2 minutos

Mulher comendo chocolate

Dias desses fiquei reparando em algumas mulheres, não que eu nunca repare em mulheres, mas é que essas mulheres em específico estavam fazendo uma coisa que me fez pensar um pouco. Elas estavam comendo chocolate e percebi o quão é possível entender uma mulher só pelo jeito com que ela come chocolate.

Na verdade dá para fazer isso com qualquer tipo de comida que alguém coma, mas chocolate é mais bonito e parece mais delicado para uma mulher. O exercício é simples, dê um chocolate para uma mulher que você goste (namorada, esposa, filha, ficante, a desejada), converse com ela enquanto ela degusta e veja como ela come o chocolate.

Algumas são tímidas, então provavelmente ela não vai querer comer o chocolate na frente de ninguém, mas se isso acontecer é quase certo que ela vai comer o chocolate olhando para baixo, e sem direcionar o olho para ninguém, ou vai virar o rosto para o outro lado. Caso ela esteja interessada em você, vai comer o chocolate bem mais rápido.

As pouco extrovertidas vão comer com a cabeça levantada, mas provavelmente não irão olhar no olho de ninguém. Vão apenas ficar olhando para o vazio. Talvez olhem no seu olho, mas é só por alguns instantes.

Já as mais extrovertidas vão olhar no seu olho, sorrir sem pudor e comer como se fosse algo extremamente normal. Se ela gostar de você provavelmente vai comer o chocolate mais devagar (mas sem aquela parte sensual dos filmes).

Há também nisso a forma como ela pega a barra de chocolate/bombom. As mais delicadas levarão o chocolate a boca com menor velocidade, morderão o chocolate de forma mais branda, e mastigarão mais. Já as menos delicadas irão com mais velocidade, morderão o chocolate de forma normal, e mastigarão o suficiente para engolir.

Ou seja, dá para entender muito de uma mulher somente observando como ela come chocolate. Agora imagine que você começa a observar a sua mulher, o jeito como ela come outras coisas, a forma como mexe no cabelo, o jeito com que anda, e o movimento da boca ao falar. Os trejeitos, as particularidades, e aí pergunto a você: será mesmo que não dá para entender a sua mulher?

4 Comentários


  1. Eu adorei seu texto, fiquei pensando em algumas pessoas que comem na minha frente e em como eu como, e provavelmente não, jamais, comerei em público novamente, porque uma das ultimas coisas que eu quero é que entendam como eu funciono (minha maior essência é o ponto de interrogação (apesar de fluir desordenadamente e se quase completamente compreensível no mundo virtual (claro))). E eu adorei sua bio também, porque você parece muito, muito, culto e eu espero que seja. Mas diga lá, esse seu texto é baseado em alguma pesquisa científica ou foi comprovado por observação? 😀

    Responder

    1. Obrigado. Também me sinto estranho comendo na frente de estranhos, são resquícios de quando eu era tímido, achava que todo mundo estava me observando. Obrigado novamente pelo elogio, espero que você esteja certa. O texto é baseado na observação, eu sempre percebi isso, e a ideia de escrever isso veio quando duas mulheres da minha sala da faculdade dividiram um chocolate.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *