O ter que ter mais conhecido como consumismo

Tempo de leitura: 1 minuto

Consumismo

Ninguém coloca uma arma na sua cabeça para que você compre o novo celular que tira fotos melhores, filma como filmadora profissional, é enorme e custa uns 3 meses do seu salário. Não, ninguém te obriga a fazer isso, não diretamente.

O consumismo vem ficando um assunto tão sério no Brasil que aproximadamente 80 milhões de pessoas estão endividadas por comprarem coisas de que na maioria das vezes não precisavam.

Não é que você tenha que ficar com o seu Nokia tijolão ou tenha que ter somente uma calça jeans e um par de sapatos, mas racionar antes da compra, realmente colocar na balança o que vale a pena e, principalmente, o que “dá para se ter” no momento é essencial para se evitar dores de cabeça no futuro.

Parcelar as compras é outra armadilha usada pelas lojas para criar a ilusão de que se você ganha R$800,00, pode e deve comprar algo de R$1200,00. NÃO CAIA NESSA! Não gaste além do seu salário! Se você quer algo de R$1200,00, gaste apenas R$200,00 e em 2 meses terá o valor que falta para seu sonho ser realizado.

Outra coisa, não queira ter a vida do seu amigo que ganha 3 vezes o que você ganha, ou do Neymar e da Xuxa que ganham milhões.

Viva com o que você pode e seja feliz com isso. Aos poucos, com calma e racionando direito você conseguirá tudo o que quer e sem nenhuma maldita corda no pescoço.

Abraços.

Texto por Michelle Cristine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.