Você precisa acreditar, seu idiota

Tempo de leitura: 3 minutos

Acreditar

Não vem chorar, nem dizer que eu não te avisei. Estou dizendo agora para depois você não reclamar que não conseguiu atingir seus objetivos. Não importa o que você quer, você vai ter acreditar. Isso mesmo, seu idiota. Não adianta se imaginar gastando o dinheiro da Mega Sena, se você não acredita que pode vencer o prêmio. São aqueles tipos de pessoas que adorariam ter uma Ferrari em casa, mas não acreditam que um dia poderão comprar.

Essa questão me veio um dia desses, quando uma menina postou no Facebook reclamando que as mulheres querem príncipes, e então qual o problema dos homens quererem suas princesas. A menina é muito linda por sinal, mas isso não vem ao caso, e eu resolvi tentar mostrar a essa garota que não era bem assim. Poderia ser curto e grosso e dizer que príncipes não existem, mas resolvi dizer que assim como existem caras ruins, existem também os bons que querem encontrar uma garota legal, basta ela procurar.

Então outras amigas dela também comentaram o status dizendo que tudo que eu disse era mentira, que homem não presta mesmo. Então resolvi contra atacar, e dizer que prestam sim, mas no momento que você diz que todos são ruins, todos passam a ser ruins. A menina rebateu, e disse indiretamente que eu falava demais e que era idiota, mas fingi que não entendi. No final ela admitiu que existissem homens bons, mas que são poucos.

E deixa eu te dizer uma coisa, a verdade é que existem milhares, milhões de homens bons. Só que nem todos vão a festas badaladas, andam com o carro rebaixado e falam com todas as meninas. Alguns que fazem isso também são bons, mas é mais difícil procurar. Assim como existem homens que não vão a festas e também são ruins. Há uma coisa que aprendi com o tempo, de que nem sempre quem traiu, vai trair novamente. Quantas pessoas já não mudaram tanto depois de um relacionamento? Acreditava quando era mais novo, que seria o príncipe que todo garota desejaria, até que envelheci e descobri que não podemos determinar como será nosso relacionamento antes dele acontecer.

Mas uma coisa é certa, precisamos acreditar que ele vai ser bom. Não é a definição daquele livro O Segredo, mas o segredo é acreditar. Não acreditar, por acreditar. Acreditar porque quando você acredita fica mais atento as oportunidades, e quando uma oportunidade aparece, por menor que ela seja, você está tão atento, que não a deixa escapar.

Acreditar faz com que você busque isso. Se eu acredito que posso ser um namorado legal, há grandes chances de eu ser um namorado legal. Se eu acredito que todas as mulheres definidas como “putas”, são realmente putas, há uma grande chance de que elas sejam. Se acreditar que não há problema em trair, então ao menos para mim, não deverá existir problema em ser traído. Essa é a lógica. Acreditar em algo independente da forma que ele venha.

Agora acreditar não é ser burro. Eu poderia acreditar que iria namorar a garota que postou a tal status. Depois de um tempo, tentando me aproximar dela, e ela se afastando mais de mim, eu deveria começar a achar que não é vantajoso continuar acreditando que poderia tê-la. Ou seja, acreditar precisa ter provas e meios, mesmo que você ainda não consiga os usar agora. É como querer a Ferrari, mas saber que pode ganhar mais no trabalho e investir o dinheiro.

Acreditar acima de tudo, porque esse é o segredo.

3 Comentários


  1. Esse pensamento faz muito sentido, em parte do que você falou eu já tinha pensando sobre, mas em outros pontos você abriu um pouco mais minha mente. Como você disse que para acreditar tem que ter as provas, realmente, senão não passa de uma ilusão. 🙂

    Responder

  2. Sabemos que os sentimentos são abstratos, e por esta razão não podemos vê-los e nem tocá-los. Porém, é inegável a existência de uma lacuna que faz surgir a possibilidade de percebermos a existência de tudo o que é invisível. Eu, pessoalmente, costumo chamar esta misteriosa lacuna de “acreditar”, outros optam por denominá-la de milagre… Independente da palavra escolhida o fato existe, e não há o que se contestar.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.