Jogar games modifica seu cérebro

Tempo de leitura: 1 minuto

Jogando videogame

Muito se tem discutido sobre os benefícios e os malefícios de jogar um game, seja ele para um console ou um de computador. Tem gente que defende a prática, outros criticam o uso e dizem que alguns gêneros de games provocam problemas psicológicos em quem o joga. Mas uma coisa é certa, de uma forma ou de outra os games modificam a vida de quem joga, já que quem joga percebe uma mudança nas suas funções cognitivas e na capacidade de atenção.

Além disso, jogar um bom game pode estar associado a certas modificações em determinadas áreas do cérebro. Foi o que descobriram os pesquisadores Kühn e Gallinat, e publicaram em um artigo na revista Molecular Psychiatry. Para chegar a esse resultado eles fizeram ressonância magnética em 62 homens adultos e relacionaram as distintas áreas cerebrais com a quantidade de tempo que eles haviam jogado games ao longo de suas vidas.

O resultado foi que quanto maior a quantidade de horas destinada a jogar, maior era o volume de massa cinzenta em algumas estruturas cerebrais: o córtex entorrinal nos hipocampos esquerdo e direito, assim como os lóbulos parentais inferior e occipital esquerdo. Essas estruturas são muito importantes para a atenção visual e o processamento da informação espacial.

E o que mais chamou a atenção era que os tipos de jogos praticados pelos participantes permitia prever o volume de massa cinzenta entorrinal, sendo os mais importantes os puzzles, jogos de lógica e os que incluem plataformas. Os pesquisadores apontaram ainda que os de ação e os baseados em uma personagem foram os que influenciaram negativamente sobre o volume de massa cinzenta.

Apesar disso é importante perceber como os games podem ajudar a melhorar nossas habilidades de raciocínio. E mesmo os jogos de ação, os mais novos, estão vindo como novas histórias, em que não basta sair atirando para todos os lados, é preciso pensar antes de agir. Um exemplo disso é o jogo Watch Dogs.

Fonte: Muy Interesante

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *