Existem corruptos bons?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Bom corrupto

Corrupção é o ato de se corromper, que significa perverter física ou moralmente, alterar, adulterar, subornar. Ela não é nada mais do que oferecer algo para obter vantagem em algo, onde alguém ganha, mas também alguém é prejudicado. Corrupção ainda vem do latim corruptus, que significa “quebrado em pedaços”.

Simplesmente não existem corruptos bons porque a premissa de ser corrupto é obter vantagem contra alguém, e não existe nada de bom nisso. Não existem corruptos bons, mas com certeza existem bons corruptos, mestres na arte de corromper, que sabem todo o processo de fazer corrupção, esses sim existem, e aos montes.

Sei que você deve ter pensado nos políticos brasileiros, mas saiba que esse texto não é apenas sobre eles, tem muita gente corrupta em outras áreas também. Pode ter na sua empresa, na sua rua, ou quem sabe você, será que você não é corrupto, será que em um momento nunca tentou obter vantagem sobre alguém de forma errada. Alguns exemplos simples para você se avaliar são furar filar, em que você ganha posição e muitas outras pessoas perdem uma, e não importa se você furou a fila na cara de pau, se ficou falando com um amigo na fila, ou se pediu uma senha a um amigo que trabalhava nesse local, você é corrupto do mesmo jeito.

Se trocou seu voto por um saco de cimento ou se colocou um gato na energia, você continua sendo corrupto. O problema não está nos políticos ou em apenas uma parte da população que tem o poder, o problema está em você, e quando digo você quero dizer nós. Falamos mal dos políticos, do nosso chefe ladrão, e do patrão sonegador, mas não queremos assumir a responsabilidade que eles têm. Não queremos ser um político, um chefe, um patrão, deixamos que aqueles que já têm ideias corruptas vão lá e assumam esse lugar. E pior, se por ventura entrarmos nesses ramos, acabamos nos deixando corromper, e não pense que o poder corroí, quem se corroí são as próprias pessoas.

Calil Simão, um jurista brasileiro, diz o seguinte: “A corrupção social ou estatal é caracterizada pela incapacidade moral dos cidadãos de assumir compromissos voltados ao bem comum. Vale dizer, os cidadãos mostram-se incapazes de fazer coisas que não lhes traga uma gratificação pessoal.”

Ou seja, você não trabalha para melhorar o país, trabalha para alimentar seus filhos. Não trabalha pra deixar sua marca no mundo e mudar a vida das pessoas, trabalha para comprar seu carrinho e pagar as contas de casa. E no momento que você pensa assim você tem grandes chances de se corromper. Tá, trabalhar para si ou para os filhos é bonito, e é necessário, eu sei que você precisa comer, mas os políticos também, eles só querem um pouco mais de caviar, poder alugar um jatinho e ir com a família visitar a Europa, a justificativa é maior, mas é a mesma. Entenda que o problema não é trabalhar para si e para família, o problema é fazer desse o único objetivo de vida, trabalhar pelo dinheiro e pelo que ele trás, ao invés de trabalhar para deixar sua marca no mundo.

Seus nervos devem estar a flor da pele agora, querendo-me xingar por dizer que você não deve pensar em si, e sim trabalhar pensando nos outros. Mas como argumento me deixe apresentar o nome de algumas pessoas, tenham elas existido ou não, mas que são lembradas até hoje e que são muito admiradas por tentar melhorar a vida dos outros e uma rápida mensagem do que eles queriam: Jesus (ame o próximo), Mahatma Gandhi (liberdade sem violência), Santos Dummont (o homem pode voar), Antonio Meucci (fale com quem está longe), Thomas Edison (faça-se luz), Martin Cooper (fale de onde estiver), Philo Farnsworth e Charles Francis Jenkins (crie-se entretenimento) e tantos outros que criaram algum coisa, e que não são conhecidos por criar algo, mas sim por criar algo que melhorou a vida dos outros, outros.

6 Comentários


  1. Não existe ninguém 100% bom ou ruim, assim como não existe ninguém 100% honesto ou desonesto.

    O que difere na verdade um do outro, é o grau de benefícios/prejuízos que a sua bondade/ruindade ou honestidade/desonestidade traz/causa para si e os outros.

    Lembrando ainda, que nem sempre aceitar uma “gratificação” por uma “ajuda” prestada, significa de fato estar se corrompendo.

    E se assim fosse regra geral, a profissão mais corrupta nem seria as dos políticos (considero profissão, já que tem até aposentadoria para tal…), seria a dos garçons, que ganham em geral pelo serviço prestado a casa e gorjetas dos clientes… Confere?

    Responder

    1. Premiere,
      Esse é o erro, acreditar que não existe ninguém 100% honesto. Quando pensamos nisso acreditamos que todo mundo é desonesto, e se todo mundo é desonesto porque eu devo ser honesto. Não sei se existe alguém 100% honesto, mas acredito que sim, e isso muda toda a história. No caso dos garçons e dos políticos é diferente. A gorjeta o garçom recebe depois dos serviços prestados, e sendo assim não altera em nada como é feito o atendimento, sem contar que o cliente decide se quer ou não dar a gorjeta, e ainda o valor. No caso de uma propina, ela é dada antes, ou então apenas combinada antes, mesmo que não seja combinado o valor exato, e essa propina altera o serviço que será prestado, é como se ao chegar em um bar você chamasse o garçom, desse 15 reais a ele e dissesse ‘capricha pra gente’, isso sim seria ser desonesto.

      Responder

  2. existe corruptos bons? nao existe corruptos bons mais existe bons corruptos. what fuckkkk

    Responder

  3. Augusto,
    A posição do adjetivo altera o sentido da colocação. No corruptos bons é no sentido de uma pessoa que faça a corrupção de uma maneira legal, o que não existe. E o bom corrupto é aquele que sabe roubar e não é descoberto por ninguém. Fazendo essa analogia para o futebol, o David Beckham é um bom jogador e um jogador bom. Um jogador bom pois está envolvido em causas humanitárias, e um bom jogador pois jogava muito, batia faltas como ninguém.

    Responder

  4. os americanos estavam espionando os brasileiros para aprender a arte da sacanagem , roubalheira , vagabundagem e como ganhar altos salários como os políticos de BRASILIA .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.