Citando Alfred de Musset

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Alfred de Musset

Alfred Louis Charles de Musset (Paris, 11 de Dezembro de 1810 — Paris, 2 de Maio de 1857) foi um poeta, novelista e dramaturgo francês do século XIX, um dos expoentes mais conhecidos do período literário conhecido como o Romantismo. Diz-se que ele foi “o mais clássico dos românticos e o mais romântico dos clássicos”.

“Quem já amou tem uma cicatriz.”

“A mulher é como a tua sombra: se corres atrás dela, ela correrá à tua frente, se corres à frente dela, ela vem atrás de ti.”

“Há dois poderosos destruidores: o tempo e a adversidade.”

“O homem é um aprendiz, a dor é a sua mestra. E ninguém se conhece enquanto não sofreu.”

“Nada é tão bom como o amor, nem tão verdadeiro como o sofrimento.”

“Saboreiem do amor tudo o que um homem sóbrio saboreia do vinho, mas não se embebedem.”

“Uma mulher é uma oportunidade de prazer! Até poderíamos dizer quando encontramos uma: eis uma bela noite que ali vai!”

“A mulher que quer rejeitar responde apenas não. A mulher que explica quer que a convençam.”

“A única linguagem verdadeira no mundo é o beijo.”

“A vida é um sono de que o amor é o sonho, e vós tereis vivido se houverdes amado.”

“Vive mal quem só vive para si.”

“O mal existe, mas nunca sem o bem, tal como a sombra existe, mas jamais sem luz.”

“As coisas mais desagradáveis que os nossos piores inimigos nos dizem pela frente, não se comparam com as que os nossos amigos dizem de nós pelas costas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *