Cerveja faz bem para o coração

Tempo de leitura: 1 minuto

Cerveja

Os cientistas não cansam de tentar provar que a cerveja é um bom alimento, fazem diversos estudos para provar a mesma coisa e desmistificar um mito. Estou começando a imaginar que alguns cientistas gostam muito de cerveja, mas suas esposas não o deixam beber, por isso eles continuam a tentar provar os benefícios dessa bebida.

Esse não é o primeiro estudo sobre a cerveja, e muito menos será o último. Cientistas já provaram que beber ela todos os dias faz bem, e já provaram também que seu consumo moderado pode reduzir o risco de Alzheimer.

E agora mais um estudo vem corroborar essa tese, ele vem lá da Grécia. Por lá os cientistas recrutaram 17 homens, que não fumavam, para a difícil missão de beber 400 mL de cerveja gelada em uma ou duas horas. Tanto antes, quanto depois, os voluntários foram avaliados por testes para ver como estavam as células endoteliais (serve para checar se o sangue passa com facilidade pelas artérias), que recobrem o interior dos vasos sanguíneos, e a rigidez da valva aórtica (para ver se os vasos sanguíneos estão relaxados ou endurecendo).

E a descoberta foi que as artérias ficavam mais flexíveis e o sangue fluía mais facilmente. Eles ainda tentaram repetir o teste com cerveja sem álcool e vodca, mas não deu certo. Os cientistas acreditam que só funciona com cerveja devido à combinação entre álcool e os antioxidantes da bebida, que ajuda a proteger contra doenças cardiovasculares.

Mas antes que você vá correndo para o bar, lembre-se sempre que tudo de mais é ruim, e de acordo com o manual da cerveja o efeito só funciona corretamente se o consumo for moderado. Para ser mais exato, segundo o estudo, beber um pouco mais de meio litro pode diminuir em 30% os riscos de infarto e derrames.

Fonte: Super Interessante Ciência Maluca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *