A verdade sobre a cura gay

Tempo de leitura: 3 minutos

Marco Feliciano

 

Tem circulado muito nas mídias e nas ruas uma tal de cura gay, um projeto aprovado na Comissão de Direitos Humanos e Minorias presidido pelo Deputado Marco Feliciano.

A cura gay é o Projeto de Decreto Legislativo 234/11, mas ficou conhecida por esse nome por causa da mídia, e segundo a própria mídia o projeto é uma forma de curar os gays, e por isso muitas pessoas criticaram o projeto, inclusive os homossexuais. O que eles não sabem e a mídia não divulga é que o projeto não tem nada de cura gay, até porque homossexualidade não é doença.

Descobri a verdade sobre o projeto no brilhante texto do jornalista Reinaldo Azevedo. Ele revela que a notícia está saindo de forma errada, pessoalmente acredito que a mídia está manipulando mais uma vez, assim como fez no caso dos protestos dos baderneiros.

Basicamente o PDC 234/11 tira da Resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia alguns artigos autoritários. Um desses afirma que os psicólogos não podem oferecer a cura à homossexualidade, e outro artigo afirma que os psicólogos não podem estudar o fenômeno homossexual, ou seja, não podem tentar entender porque ele acontece, porque é óbvio que ele não surge do nada.

Fiquei pensando, se o projeto não é nada de cura gay, porque Marco Feliciano não vem e fala ele mesmo e tenta explicar porque a mídia está espalhando uma notícia falsa. E eis que me deparo com um vídeo em que o próprio explica o que é o PDC 234/11, ou cura gay. Antes de você assistir o vídeo saiba que o que Feliciano vai falar é verdade, pois é óbvio que pesquisei antes para ter certeza que vocês não seriam manipulados. E antes que você saia por ai criticando Marco Feliciano, ou criticando a tal da cura gay, entenda primeiro o que ela é.

 

Antes de criticar o vídeo tenha certeza de ter assistido ele até o final. E agora fico-me perguntando, será que já não fomos manipulados outras vezes pela mídia? Será que não criticamos coisas que seriam boas?

E antes que alguém venha com a ideia de que um pai pode levar seu filho ainda menor ao psicólogo para que ele trate a criança de um suposto comportamento homossexual, saiba que o PDC mantém o artigo que diz que os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados, ou seja, o psicólogo tem total autonomia para dizer ao pai que não vai tentar mudar nada de um comportamento de uma criança.

Além disso, em alguns casos a homossexualidade pode fazer influência sobre outros problemas que a pessoa possa ter, num caso de abuso sexual na infância, e o psicólogo tem que bloquear a fala sobre a homossexualidade. Então simplesmente a tentativa do projeto é tornar igual aquele que um dia foi tratado diferente.

48 Comentários


    1. Diogo Marques E quanto ao vídeo, devo concordar na parte em que ele diz que a Câmara não deveria se envolver em coisas das profissões, porém me parece que o cara do vídeo não conhece o projeto, que é do deputado, mas tem psicólogos por trás, psicólogos que ajudaram o deputado a fazer esse projeto. Outra coisa, tenho um certo receio quando as pessoas falam de Freud, não que ele não tivesse sido brilhante, mas ele já morreu, é necessário avançar cada vez mais as pesquisas, e Freud sempre será uma base, mas em 2013 não podemos nos limitar a Freud, precisamos saber mais sobre o homem, precisamos continuar a avançar as pesquisas, precisamos entender o que é o homossexualismo em 2013, pois ele pode se modificar com o tempo.

      Responder

    2. Diogo Marques, a genética não provou nada ainda, são apenas testes que apontam um "pode ser que seja isso"…até a genética provar vai longe..senão gêmeos idênticos teriam que ser 100% dos casos os dois homossexuais, e senão me engano é apenas 47%…

      Responder

    3. Diogo Marques , acho que você deveria para de acreditar nesses vídeos sobre genética e homossexualismo. Você esta muito equivocado.

      Responder

    4. GOSTARIA Q VCS GAY ME FALACEM QUAL FOI A COMPROVAÇAO CIENTIFICA DQ GAY Ñ É DOENÇA OU Q É,Ñ EXISTE NENHUMA COMPROVAÇAO SERIA DISSO

      Responder

    5. Psicólogo não cura doenças, ele tenta entender comportamentos e dar uma direção, cabe a você seguir a direção ou não. Quem tenta curar doenças é Psiquiatra, não tem nada a ver uma coisa com a outra.

      Responder

    6. Luciano Junior Só que os psicólogos por trás desse projeto são gente como Marisa Lobo – que não fazem jus à profissão que exercem – que acreditam que a homossexualidade é um comportamento que pode ser revertido. Psicóloga essa que tem a audácia e desonestidade de misturar psicologia com religião ao se denominar em seu perfil no twitter e no seu blog como "psicóloga cristã", sendo que isso tb viola o Código de Ética do Psicólogo.

      Freud pode ser ultrapassado em algumas coisas, mas ele nunca tratou a homossexualidade como uma patologia.

      E tem um detalhe sobre esse projeto: mesmo se – pelo bem do argumento – ele for aprovado, ele não poderá impedir que o CFP puna os psicólogos que colaborarem ou oferecerem tratamentos de cura ou reversão da homossexualidade e/ou que se manifestem de forma preconceituosa em relação aos homossexuais, já que políticos não podem mandar e desmandar nas ações e decisões tomadas pelos órgãos que representam, fiscalizam e regulamentam as profissões.

      Ou seja: se um psicólogo – mesmo se esse projeto for aprovado, o que tomara que não seja – oferecer um tratamento que visa curar ou reverter a homossexualidade, que trate a homossexualidade como se fosse uma patologia e que ainda por cima se manifeste publicamente de forma preconceituosa contra os homossexuais, contribuindo para a discriminação que os homossexuais são vítimas diariamente, ele poderá ser punido pelo CFP. E consequentemente poderá dar adeus ao seu registro de psicólogo.

      Responder

      1. Michele, o projeto apresentado à CDHM não diz que o psicólogo vai influenciar o paciente a fim de reverter a homossexualidade. O projeto apenas garante àquele que QUISER DEIXAR DE SER homossexual a assistência psicológica. Simples assim, sem preconceito. Pelo seu ponto de vista, o psicólogo também deveria ser proibido de atender a qualquer pessoa que quiser assumir sua homossexualidade, sob pena de estar inoculando a “doença gay”…

        Se tem o direito de ser gay, também tem o direito de deixar de ser.

        Responder

    7. Art. 3° – os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.

      Responder

  1. Eu continuo discordando. Com a retirada deste paragrafo único o psicólogo poderá tratar homossexualidade como doença, indo contra os princípios biológicos que apontam a homossexualidade como característica genética e logicamente com influencia de fatores ambientais, tal como é observado em centenas de espécies de animais.
    Não há cura para onde não há doença.
    Eu concordaria com esta emenda se, ao invés de retirar o parágrafo único, colocassem uma ressalva como esta:
    “… salvo diagnosticado que o paciente apresenta sintomas de homossexualidade única e exclusivamente causados por fatores ambientais, analisando e descartando sua condição genética.”

    Responder

    1. Diogo,
      Primeiramente homossexualismo não é doença, e em nenhum momento esse PDC 234/11 faz com que isso seja dito. Ele apenas dá liberdade para o profissional de psicologia trabalhar com o homossexual, mas em nenhum momento tentar curá-lo ou torna-lo. Não se sabe tudo sobre o homossexualismo, é preciso estudar, e com esses parágrafos do Conselho Federal de Psicologia isso se torna impossível, pois não tem como debater o tema, que quer queira quer não, é polemico. Agora imagine a seguinte situação, um homem está em dúvidas sobre sua opção sexual, ele ainda gosta de mulheres, mas também admira os homens, e então não tem certeza da sua opção. Mas devido a esses parágrafos ele não pode buscar ajuda de um psicologo, não que o psicologo vá dizer se ele é ou não é, mas o psicologo deveria poder tentar ajudar o paciente a entender quem ele realmente é, e isso só será possível mediante a sustação desses artigos do CFP.

      Responder

      1. É exatamente isso. Se o paciente quiser ajuda ele não pode porque o psicólogo é proibido!
        Que porra é essa? E o direoto do cidadão em querer buscar alguma ajuda?
        E se o cara quisesse tratar sua Heterosexualidade o psicólogo poderia ajuda-lo? Ha pra virar Gay pode, pra virar Hetero não…
        E que merda é essa de Homossexualismo ser Genético? Não ha prova nenhuma disso! Nesse angú tem caroço…

        Responder

  2. Aqui está um link que refuta totalmente esse seu argumento, principalmente no que tange de a homossexualidade ser fruto de um abuso sexual na infância: http://www.eleicoeshoje.com.br/cura-gay-joao-campos-feliciano/#ixzz2XM8KuIvh

    E esse projeto não recebeu o apelido de cura gay à toa, pois – ao visar suspender o o parágrafo único do artigo 3º da Resolução 01/1999 – dá abertura para psicólogos antiéticos oferecerem tratamentos de cura ou reversão da homossexualidade.

    Saiba ler nas entrelinhas: esse projeto visa sim à cura gay, ainda mais levando em conta que o deputado autor desse projeto é evangélico e vc sabe mto bem que evangélicos da laia desse deputado, de Marco Feliciano e da "psicóloga" Marisa Lobo acreditam piamente que a homossexualidade é um comportamento que pode ser revertido, além de considerar que homossexuais são pecadores.

    Responder

    1. Michelle, você precisa estudar mais e acreditar menos em qualquer bobagem que repetem por ai. É assim que pessoas como você são enganadas facilmente.

      Responder

    2. Luiz Pais Olha eu só vi ataque as pessoas e nenhum conteúdo intelectual da sua parte. Eu estudo em uma universidade onde há diversos professores doutores e livres docentes e sempre escuto o mesmo deles homossexualidade é genética e tem fatores ambientais que são definidas nos primeiros momentos da vida. EU como estudantes de ciências sociais, amiga de grandes psicólogos e sobrinha de um geneticista comportamental digo que quem tem que estudar é você. Esse vídeo desmente tudo que você fala, esse menino é extremamente inteligente e está em fase de doutoramento em uma das melhores universidades do mundo, SE EXISTE ALGUÉM EQUIVOCADO AQUI ESSE ALGUÉM SÃO VOCÊS. http://www.youtube.com/watch?v=3wx3fdnOEos

      Quanto ao dono do blog, eu não sei se você sabe o significado da palavra patologia, vamos analisar:

      A ideia é sustar o parágrafo único do artigo 3 e o artigo 4 inteiro da resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia. O que dizem estes artigos?

      Art. 3° – os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.

      LEU PATOLOGIZAÇÃO? Significa que os psicólogos vão poder tratar a homossexualidade como um distúrbio, um desvio ou seja uma doença, poderão tratar como se fosse uma DEPRESSÃO.

      DEPRESSÃO É O QUE?

      Leia Mais Em: http://www.eleicoeshoje.com.br/cura-gay-joao-campos-feliciano/#ixzz2XWMPKJZA

      Antes de você dizer que somos enganados facilmente eu gostaria de ler que você dirá que os meus professores doutores e livres docentes que são quem me auxiliam nesses assuntos são ignorantes também.

      http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=K4706409J8

      Essa é uma delas, fala que ela é ignorante cara?

      Responder

    3. Luiz Pais É msm? O que eu sei sobre esse projeto e as verdadeiras intenções dele não foram tiradas do meu rabo. Acontece que eu percebo segundas (e más) intenções de longe…sei mto bem ler nas entrelinhas e ver o verdadeiro objetivo por trás das coisas.

      E tem outro detalhe: as informações que eu passei aqui não foram apenas obtidas na Internet. Foram informações que o meu psicólogo me passou sobre como funciona o CFP e seu código de ética. Foi ele quem me passou informações sobre como um psicólogo ético e que faz jus à sua profissão trata de pessoas que não aceitam sua orientação sexual, seja ela qual for e qual é a verdadeira raiz dessa rejeição.

      Vc é que precisa estudar e se informar mais antes de acreditar em argumentos de pessoas desonestas – tanto moral qto intelectualmente – e que agem de má-fé para manipular pessoas ingênuas e sem pensamento crítico como vc que acreditam em td que ouvem sem questionar.

      Caso não tenha percebido até hj, vc está acreditando cegamente nos argumentos de indivíduo que é tão desprezível – e sim estou falando do Marco Feliciano – que chegou ao ponto de inventar mentiras sobre a própria mãe (Marco Feliciano chegou a dizer que presenciou a mãe fazendo abortos e a mesma refutou o próprio filho, falando que nunca fez tal coisa). Vc está dando crédito à um indivíduo cujo preconceito e discriminação atingem vários grupos sociais: ele não é apenas homofóbico; ele é racista, misógino e xenófobo.

      Vc está dando crédito à um indivíduo que mente na cara dura ao falar que homossexualidade não é doença, apesar de já ter dito que – eu cito ipsis literis – "A podridão dos sentimentos dos homoafetivos levam ao ódio, ao crime, a rejeição."

      Vc está dando crédito à um indíviduo que empregou em seu gabinete cinco pastores de sua igreja que – apesar de não cumprirem expediente em Brasília e nem em seu escritório político no interior de SP – recebem salários da Câmara. Isso sem contar que ele tem a cara de pau de chamar a atenção de um fiel de sua igreja que doou um cartão de crédito, mas que esqueceu de dar a senha.

      Vc dá crédito à indivíduo que responde por crime de racismo e estelionato.

      E depois disso td vc ainda diz que eu é que " acreditar menos em qualquer bobagem que repetem por ai" ? Vc que acredita td no que uma pessoa desonesta moral e intelectualmente, mentirosa, preconceituosa e que responde na justiça por crimes de racismo e estelionato que vem me falar que pessoas como eu são enganadas facilmente? Seria engraçado se não fosse patético. A sua cara não queima de vergonha? Francamente!

      Antes de falar isso de mim ou de qualquer pessoa que é esperta o suficiente para não cair na lábia desse sujeitinho desprezível do Marco Feliciano, leia o comentário que vc escreveu pra mim…só que dessa vez de frente à um espelho.

      Responder

    4. Primeiramente pelo pouco que conheço de psicólogos, e me perdoe se for ignorante nesse quesito, nenhum psicologo trata a doença como um médico faz, num caso de depressão o psicologo ajuda a entender o que o paciente está sentido, e o paciente é o único a poder se "curar". No homossexualismo será a mesma coisa, se alguém não está contente com sua opção o psicologo vai tentar ajudar o paciente a entender o que ele sente, e o próprio paciente é que vai tomar a decisão. Entendo perfeitamente que existam doutores que entendem muito mais de homossexualidade do que eu, mas a questão aqui não é 100% essa, isso é uma lei, e é necessário interpretação da lei, e depois dela ser interpretada é que se pode afirmar realmente se ela fala de cura gay. O problema é que as pessoas falam mal dela e nem se dão o trabalho de pesquisar, assim como fiz e assim como você fez. E se faz diferença também não gosto de Feliciano, mas nesse vídeo ele está falando a verdade.

      Responder

    5. Art. 3° – os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.

      Responder

    6. Já que voce ainda estuda, não indique vídeos do Youtube, poste uma pesquisa. Ao contrário de voce sou formado à muito tempo e te garanto não existe tal pesquisa!

      Responder

    7. Luiz Pais Querido, vc ignorou a parte que a Danielly Marreira indicou a parte indicou um link que não é do YT de um geneticista que entende de homossexualidade do ponto de vista biológico melhor do que Silas Malafaia e Marco Feliciano?

      O Luciano Júnior pode postar um vídeo do YT onde o Marco Feliciano deturpa informações com a maior cara lavada do mundo para manipular pessoas ingênuas como vc e vc aceita só pq concorda e acredita cegamente no Marco Feliciano, mas reclama o fato de a Danielly Marreira postar um vídeo do YT só pq ela discorda de vc e dos "argumentos" apresentados pelo Marco Feliciano?

      Isso soa como hipocrisia de sua parte.

      Em que área vc estudou msm?

      Responder

  3. Finalmente alguém postando a verdade. Não gosto do Feliciano, aliás não suporto as esquisitices evangélicas, mas dessa vez os caras tem razão. Não se pode ceifar um profissional de exercer sua profissão. Quem insiste em chamar o decreto de "cura gay" é por que não leu o decreto ou quer somente criar caso. Aliás não se pode esperar muito, pois para os homossexuais basta uma "vírgula" para tudo ser criticado como homofobia.

    Responder

    1. O problema é que o projeto passou na Comissão presidida por Feliciano, se tivesse passado em qualquer outra comissão a história seria diferente. Mas pessoalmente acho que a lei não vai passar, vai acontecer o que aconteceu com a PEC 37, mas diferente dessa a PEC 37 era ruim.

      Responder

  4. Michelle, você precisa estudar mais e acreditar menos em qualquer bobagem que repetem por ai. É assim que pessoas como você são enganadas facilmente.

    Responder

  5. Não assiste ao vídeo pois onde eu estou vídeos são bloqueados. Porém, já digo que está acontecendo a mesma coisa que aconteceu com a tal PEC37. Foi desaprovada sem o povo nem saber direito do que se tratava. Ela era só um projeto que colocava as coisas no devido lugar, como deveria ser desde a ultima constituição. Agora, a PEC33 que deveria ser combatida de verdade não se houve falar nada.

    Responder

    1. Também tive a impressão de que as pessoas saiam as ruas contra a PEC37 sem nem saber o que ela era. Felizmente ela era ruim, mas não de toda forma, pois com ela abriu-se a discussão sobre como o Ministério Público deve agir. Já a tal da “cura gay” tem dois lados, o problema é que é uma lei que os psicólogos não conseguem entender, e a lei não entende que está tratando com psicólogos.

      Responder

  6. Excelente post! Ao invés de polemizar foi na origem do problema, permite ouvir o outro lado. Que todos os blogs sigam esse exemplo!

    Responder

  7. A midia está manipulando de novo. Sempre fique com um pé atrás com as noticias que a midia relata em especial em relação a religião e gays.

    Responder

  8. VERDADE ? Você foi conferir a veracidade dessa palhaçada para que não fossemos MANIPULADOS ? … Seus argumentos são tão bons e tão críveis quanto o PAPAI NOEL! Excelente debate !!!!

    Responder

  9. Ele falou sobre manipulação mas fez a MESMA coisa. No parágrafo único da Resolução nº 01/99 do Conselho Federal de Psicologia, fala que NÃO pode existir serviços para a cura da homossexualidade, ou seja, cita sobre cura, mas não a favor. No vídeo o que ele fez foi manipular certas palavras e assuntos para parecer menos preconceituoso.
    Apesar de tudo isso, não é justo que as pessoas ameacem a família dele, até porque se algum hétero radicalista postasse algo do tipo "vou enfiar um ferro no c* do seu irmão pq você é gay" em alguma rede social do Jean Wyllys todos cairiam matando em cima da pessoa, sendo que as circunstâncias são as mesmas.

    Responder

  10. Realmente, um exelente pots, Parabens!
    Todo mundo precisa assistir a este video antes de sair criticando tendo como base somente o que vê e ouve das midias e de opiniões de outras pessoas que também não foi a fundo no assunto. A midia ainda exerce uma forte manipulação das mentes de pessoas que não buscam conhecer o outro lado da história!

    Responder

  11. Colega, pelo amor! Psicologo não cura nada, só trata. A bíblia não é, nunca foi e nunca será pauta para discussão política e nem social!! Coitadinho né, injustiçado! Continua sendo homofóbico e racista. Preconceito contra ele não pode, mas os pais de santo são cria do diabo né… Essa carinha dele de coitadinho não me engana. Falou, falou e não falou nada. Como assim fere a liberdade de debate?? Ser contra ou a favor??? O psicologo não pode ser contra ou a favor, e é disso que trata a lei! Quem tenta manipular o povo é ele! Não foi a imprensa que inventou tudo isso, antes da imprensa as organizações afro-religiosas já lutavam contra a nomeação dele pra presidente da Comissão de direitos humanos… Antes dele ser indicado a presidência, já pipocavam processos contra ele!!! A imprensa é realmente bem parcial, mas é sabido também que contra fatos não há argumentos! O poder argumentativo dele é bem fraco. Eu respeito sim, mas não compartilho das convicções dele. Se ele merece respeito, eu tb mereço! A conclusão que eu tiro do vídeo é que, antes de falar sobre algo, devemos pesquisar pra não falar asneira. O que ele explicou, eu já sabia, mas isso não anula e nem ameniza todas as declarações dele. Ele não é um martir nem um profeta. É só um cara bem manipulador, que usa os poderes que conseguiu para seu próprio benefício. Mas é também um pouco burro, e com bem poucas chances de se reeleger.

    Responder

  12. nao interessa se ele aprovo o nao aprovo, ele continua sendo picareta, se aproveita dos fieis da igreja…..e ele é o maior boiola, com aquelas porra de fotinhos de chapinha e lente de contato

    Responder

  13. o que esperar por uma câmara de direitos humanos presidida por um pastor homofóbico e racista? sinceramente não acho que deputados e pastores é quem deve decidir o que os psicólogos devem fazer ou não. Ok, o projeto não visa a “cura”, acho que deveríamos nos preocupar é que o único projeto em pauta que tinha na câmara era esse. Agora o que esperar de uma câmara de direitos humanos presidida por um pastor homofóbico e racista, com deputados que querem se entrometer na profissão dos outros, mas nem ao mesmo estão exercendo suas funções na sua profissão?! Em vez de ficar falando aí “ah, todo mundo julga pq é o feliciano”, avalia um todo, o que esse cara e a câmara presidida por ele, fez que realmente fez a diferença? Vc aí escrevendo no seu blog, além de receber comentários e criar uma certa mídia, o que isso melhorou pra vc, o que isso melhorou pra quem realmente é minoria, pra quem realmente precisa que alguém olhe por ele?

    Responder

    1. Ana,
      Como já disse em um dos comentários desse post, também não gosto de Feliciano, nem acho certo ele estar onde está. O que queria discutir é apenas o projeto, muito criticado, mas que as pessoas nem sabiam o que era. Quanto a Feliciano também acho errado ele presidir essa comissão, prefiro alguém neutro, que não faça parte de nenhuma minoria, e nem critique nenhuma delas, porque assim iremos saber que a decisão está sendo tomada diante dos fatos, e não dos desejos pessoais, até mesmo para no caso da imagem, pois se o presidente da CDHM durante a aprovação da “cura gay” fosse alguém “normal”, o projeto seria bem menos criticado.

      Responder

  14. O conselho de psicologia ja deu seu parecer e fim de papo. Não cabe ao parlamento que não tem competencia maior que o devido conselho no assunto para contradizê-lo, principalmente baseado em dogmas religiosos.Burrice tem limites até neste país , ok?

    Responder

    1. Independente do CFP, tenho total certeza que essa projeto não vai passar na Câmara, principalmente devido as criticas que foram feitas nos protestos.

      Responder

  15. Perdeu a a credibilidade qndo escreveu "homossexualismo" ali no final do texto. Tava indo bem até. Uma pena.

    Responder

    1. Depois que você escreveu seu comentário fui pesquisar qual o problema em escrever "homossexualismo", e depois de entender o motivo alterei todos os temos do post para "homossexualidade".

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.