Desisti de você porque não acreditou no que sentia por mim

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Amor perdido

Às vezes fico-me perguntando, porque era tão complicado para você aceitar que gostava da mim, porque você tentou-me mostrar que eu não tinha seu coração, quando na verdade ele já estava nas minhas mãos.

Na primeira vez que senti algo por você fiquei pensando quem era aquela garota, capaz de mexer comigo. Descobri seu nome e então comecei a tentar algo, primeiramente usei a técnica que tinha aprendido há pouco tempo, que tinha usado com outra garota e havia funcionado, mas ela acabou indo namorar outro, mas deixa isso para lá, a história aqui é entre eu, você e os nossos corações.

História essa que você não permitiu que acontecesse. Usei minha técnica de olhar fixamente nos seus olhos, e deu certo, mas você precisava mostrar que era mais forte que isso, precisava mostrar que não havia-se apaixonado por mim dessa maneira tão boba.

O problema não foi você ter escondido suas emoções, o problema foi que depois de tanto tempo sem você me dar um pequeno sinal, um simples alerta, para que eu pudesse saber que você também queria, eu simplesmente desisti de ter você.

E é ai que começa a nossa louca história, quando você percebeu que tinha-me perdido, não perdido no significado real da palavra, pois você nunca me teve de verdade, e digo sem nenhum remorso, você não me teve por sua própria culpa. O que havia de errado em gostar de um garoto como eu, foi o que pensei quando desisti de você. Mas você precisava continuar essa história, então depois de me perder começou a olhar para mim, e percebeu que eu já não te olhava mais.

Você pode achar que não, mas percebi quando você ficava perto de mim, e estava desprotegida, querendo fazer com que eu fosse lá falar com você e acabasse com essa história de loucuras, e criasse uma história de amor. O problema é que quando isso aconteceu eu já estava apaixonado por outra, outra que também feriu meu coração, mas era ela que eu queria na época, quis porque você permitiu que meu coração se apaixonasse por outras.

*Esse texto pertence ao Cartas Para Elas, um apêndice do romance Desilusões Apaixonadamente Amorosas, e fala sobre a personagem Bruna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *