Tradição natalina que deveríamos adotar

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Beijo no Mistletoe

O Natal é um tempo muito bom, tempo de perdoar quem te fez mal. É uma época do ano em que a maioria das pessoas parece estar mais feliz, e mais aberta para novas e velhas amizades.

O Natal também é um tempo de muitas tradições, tem a tradição da ceia, da árvore de natal e tantas outras. E como devemos saber essas tradições são reguladas pela cultura do país, e muitas vezes uma tradição existe em um país, mas não existe em outro. E uma dessas tradições é a de “beijar embaixo do Mistletoe”.

O mistletoe é o nome em inglês para o visco, visgo ou agárico, e é uma planta arbustiva hemiparasita, nativa das regiões temperadas da Europa e do Oeste da Ásia. A tradição diz que duas pessoas que se encontram debaixo do visco devem se beijar. Mas vamos conhecer como surgiu essa história, primeiramente gostaria de informar que quando escrever “mistletoe” estarei-me referindo a tradição, e quando escrever “visco” estarei-me referindo a planta sem relação direta a tradição.

Esse antigo costume é Escandinavo, e passou de mão em mão através dos mitos nórdicos, nomeadamente o mito de Baldur. A mãe de Baldur era a deusa nórdica Frigga. Quando Baldur nasceu sua mãe fez com que cada e qualquer planta, animal e objeto não prejudicassem Baldur. Mas Frigga negligenciou o visco, aproveitando-se disso um brincalhão, chamado Loki, matou Baldur com uma lança feita de visco. Desde então o visco traria amor ao invés de morte no mundo, e que quaisquer duas pessoas que passassem sob o visco deveriam trocar um beijo em memória de Baldur. Há outras versões dessa história, mas foi essa que achei mais interessante.

Eles observaram nos tempos antigos que o visco muitas vezes aparecia em um ramo ou galho onde os pássaros haviam deixado fezes. Então o nome Mistletoe teria-se originado de duas palavras, “mistel” que é a palavra anglo-saxônica para “esterco”, e “tan” que é a palavra “galho”. Então, mistletoe significa “esterco no galho”. Não é uma tradução muito romântica, mas tudo bem.

No Brasil não existe essa tradição, e utilizamos o visco apenas como enfeite da árvore de natal, mesmo sem saber. Mas segundo a tradição os jovens têm o privilégio de beijar as meninas sob ele, arrancando cada vez uma baga do arbusto. Quando as bagas são todas arrancadas o privilégio cessa.

Nos EUA eles realizam essa tradição, porém com o visco anão e não realizam a parte de arrancar as bagas, mas seguem a tradição. E para mostrar isso trago um vídeo muito engraçado, em que dois jovens fazem algumas perguntas sobre o Natal para quem passa e perguntam se eles realizam a tradição do Mistletoe, e como num passe de mágica a planta aparece em cima de suas cabeças. Inclusive esse vídeo foi o que me fez conhecer essa tradição.

Depois que aprendi sobre o Mistletoe descobri que na maioria das músicas americanas sobre o natal, tem um momento em que se refere ao mistletoe.

Fonte: Puta da Loucura (vídeo), Landscaping (tradição), Why Christmas (tradição) e Wikipédia (planta).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.