Inveja, internet e uma coisa chamada idiotice

Tempo de leitura: 1 minuto

Inveja

Alguns dizem que a internet é uma terra sem lei, onde as pessoas podem expressar tudo o que sentem e até mesmo o que não sentem. É o local onde elas podem falar mal dos outros, mesmo com razão, e acham que está tudo certo.

Mas falar dos outros é normal, o ser humano já tem isso consigo, é uma característica histórico-cultural. O problema é quando falar mal dos outros se torna uma obsessão, uma inveja por algo que o outro tem, seja material ou emocional.

E com a internet as coisas mudaram, infelizmente para pior. É bem mais fácil falar mal dos outros atrás de uma tela de computador, onde as consequências de momento são bem menores.

As pessoas não conseguem aceitar que outro tenha algo melhor que elas. E diante disso tenta destruir tudo o que o outro conquistou com o próprio mérito. Começam a colocar frases no Facebook dizendo que fulaninho só conseguiu aquilo por que tinha dinheiro, ou porque utilizou métodos ilícitos.

É crítica atrás de crítica, e nenhuma é realmente construtiva. E com o advento da internet novas áreas podem ser exploradas, quem é que teria inveja de um nerd a anos atrás, ou mesmo quem sonharia em criar um blog e ganhar dinheiro com isso.

Porém essas pessoas conseguiram vencer apesar de tudo, o problema é que quem não conseguiu, ao invés de batalhar e correr atrás, prefere ficar falando mal do outro para ver se assim alguém percebe o quanto ele está sofrendo e assim vai ajuda-lo.

Falta nas pessoas aquele desejo de vencer, de querer ser algo melhor. De olhar para um vizinho com um carro melhor e dizer para si mesmo que vai trabalhar para comprar um carro melhor que aquele, ou vê a mulher do chefe e correr atrás de conseguir uma mulher melhor que aquela.

Esse é o problema: falta realmente querer lá do fundo do coração e com todas suas forças.

*Esse texto faz parte da blogagem coletiva promovida no Depois dos Quinze.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.