Descubra a Arte da Guerra

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Guerreiros medievais

Guerra, um confronto de interesses entre dois ou mais grupos distintos, em que apenas um vence no final. Guerra, que víamos nas aulas de história, e que existem até hoje apesar de serem feitas de modo diferente.

Nas antigas épocas as guerras eram mais comuns, quando dois grupos lutavam até que um morresse ou ao menos desistisse e entregasse seu território, território que quase sempre era o objetivo de uma guerra.

Os tempos passaram, mas a coisa não mudou totalmente. Acabaram as guerras com espadas, lanças e armas de pólvora, porém as guerras não acabaram. Hoje elas se transmitiram para o mundo executivo, onde a disputa por novas tecnologias, ou por mercado, é o objetivo das companhias.

E para vencer as guerras era necessário tática, tanto antigamente, quanto no mundo corporativo. E essas táticas não mudaram, e permaneceram. E é a partir daí que surgem os ensinamentos de Sun Tzu, um estrategista na Arte da Guerra.

O livro de Sun Tzu aborda muitos conhecimentos que podem ser utilizados até hoje. E o mais impressionante é que Sun Tzu não foi o único a abordar a arte da guerra, o fundador do pensamento e da ciência política moderna Nicolau Maquiavel também o fez.

Os dois têm obras que falam sobre a guerra, apesar de muita gente não conhecer a de Maquiavel (até pouco tempo eu mesmo não conhecia). São diversos ensinamentos dos dois, mas o que aconteceria se uníssemos as duas obras em apenas um livro? Foi isso que a Editora Évora fez, e trago agora um pouco sobre o livro.

O livro é dois em um, de um lado temos Sun Tzu, do outro temos Maquiavel. Outra peculiaridade é que o livro é em capa dura, coisa que poucas vezes vi em um livro desse tipo. As duas obras são separadas, por isso vamos conhecer cada uma.

As artes da guerra

A Arte da Guerra – Sun Tzu

Muitos devem conhecer sobre a obra de Sun Tzu, por anos ela foi considerada um best-seller e é considerado o segundo livro mais lido do mundo, perdendo apenas para a Bíblia e, portanto sobre o livro em si não há muito que falar.

Porém a versão da Évora é diferente. Primeiro a linguagem de Sun Tzu foi adaptada e melhorada para ficar mais fácil de entender. Depois o livro é comentado, a cada pequeno ensinamento, o comentarista Wang Chi Hsin, eleito pelos leitores da InfoExame como um dos dez mais influentes líderes do mercado de tecnologia, fala um pouco sobre a história do livro e sobre o que outros comentaristas falam sobre aquele trecho.

Ao final de cada capítulo, Wang faz um pequeno comentário e adapta tudo o que foi dito por Sun Tzu para o mundo corporativo, tornando assim a compreensão do livro mais fácil.

A Arte da Guerra – Maquiavel

A obra mais famosa de Maquiavel é “O Príncipe“, onde ele sugere a famosa expressão “os fins justificam os meios”. Porém Maquiavel tem também, assim como Sun Tzu, ensinamentos sobre a guerra.

Maquiavel não é um general, porém o livro trata de coisas que ele aprendeu com outras grandes pessoas. A obra é dividida em sete capítulos, que são conhecidos como os sete livros da arte da guerra.

O livro é um diálogo, como se algumas pessoas estivessem no jardim e começassem a fazer perguntas para um senhor que entende da arte da guerra. Ela fala sobre corrupção, como construir um exército, como posicionar o exército, como ir pra luta, em geral, como vencer o inimigo.

A leitura dessa obra é um pouco difícil, pois a interpretação é bem mais difícil. Eu mesmo passei dois capítulos achando que a obra era ruim, quando na verdade eu não estava sabendo como interpreta-la. Mas nisso o comentarista Julio Sergio Cardozo, que escreveu mais de uma centena de artigos publicados em jornais e revistas de grande circulação no Brasil e no exterior, nos ajuda, pois no final de cada capítulo ele sintetiza tudo o que foi dito no capítulo de uma forma rápida.

O legal do livro é que ele fala sobre líderes que aprendemos nas aulas de história, e como eles venceram, ou perderam uma batalha. Outro detalhe é sobre a proteção da cidade, pois é possível aprender porque algumas coisas são feitas daquele tipo, e assim nunca mais você verá um filme de batalhas medievais da mesma forma.

Conclusão

Os dois livros são ótimos, apesar de que alguns detalhes, tanto em um quanto no outro, não poderem ser usados atualmente. Todos os capítulos são ótimos, com destaque para o primeiro e para o último da obra de Maquiavel.

E o mais legal de tudo, 20% do livro está disponível gratuitamente no Google Books, e tudo isso legalmente. E se depois de ler os 20% você quiser ler o livro inteiro, basta compra-lo no Submarino por R$ 26,80.

Bônus

Além de tudo isso ainda tem mais, tem conteúdo exclusivo no site para quem comprar o livro. Basicamente são os dois comentaristas, Wang e Julio, falando sobre os livros e sobre como podemos adapta-los ao mundo corporativo.

4 Comentários


  1. Esses livros muitos bons…
    e vale lembrar para quem gosta de direito, que o livro do Sun Tzu é bastante utilizado principalmente no primeiro período.
    Abraços, acesso sempre aqui seu site.

    Responder

  2. Luciano,

    estava vendo seu site, cara.
    Suas matérias são muito boas e possui temas muito interessantes.
    Está de parabéns, meu jovem!

    Responder

Deixe uma resposta para Luciano Junior Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.