Compartilhar senhas com o parceiro não é sinônimo de confiança

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Casal no computador

As pessoas se conhecem, começam a conversar e depois de algum tempo podem estar namorando. E com o namoro vêm muitas outras coisas que uma amizade não tem.

O maior exemplo disso é o beijo na boca, afinal você não beija seu amigo na boca, salvo em casos de amizade-colorida. Também é compartilhado carinho, afeto e outras coisas (entenda como quiser).

Mas, além disso, tem outra coisa que é muito compartilhada também. Que é a senha das redes sociais, seja Facebook, Twitter ou Orkut, para quem ainda usa, além de outras redes sociais que os dois podem usar.

O problema é que muitos casais acreditam que compartilhar a senha é um sinal de confiança, o que na verdade não é. Muito pelo contrário, ela é um sinal de desconfiança.

Raciocine comigo, para que é necessário compartilhar a senha com o parceiro? Para que o parceiro possa vigiar a sua vida, pois ele terá acesso a suas conversas no Facebook e mensagens diretas no Twitter.

Isso faz com que ele possa saber tudo que você fala nas redes sociais, mesmo que seja uma conversa com um amigo, que o seu parceiro entenda de forma errada.

Alguns dirão que é ai que está à confiança, já que eu não tenho nada a esconder. Mas se a pessoa confia totalmente na outra, para que ela precisa saber tudo sobre a outra pessoa, se a confiança faz você acreditar no que o outro diz.

Esse também é um dos maiores motivos dos casais se separarem, um não confiar no outro, lembrando que esses são os mesmos que compartilham a senha.

E você, o que acha? Compartilhar a senha é sinal de confiança ou não? Deixe sua resposta nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.