O Irã e a energia nuclear

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Usina nuclear iraniana

Segundo a ONU o Irã pode estar tentando limpar uma instalação militar que inspetores querem visitar, como parte de uma investigação sobre uma possível pesquisa iraniana relevante para a produção de bombas atômicas.

O Irã recusou o acesso ao complexo militar Parchin, a sudeste de Teerã, durante duas rodadas de negociações com uma equipe sênior da Agência Internacional de Energia Atômica, um órgão da ONU, em Teerã no início do ano.

Diplomatas ocidentais afirmam que o Irã pode estar atrasando o acesso dos inspetores ao local para ter tempo de limpar a instalação de qualquer evidência de testes de explosivos que indicariam esforços para projetar armas nucleares.

Os Israelenses não vão atacar o Irã nas próximas semanas e afirmam que vão tentar uma negociação pacífica.

Os Estados Unidos também afirmaram que é preciso tentar uma negociação, pois temem que uma ação unilateral de Israel desencadeie uma nova guerra no Oriente Médio, com graves consequências para a região e para a economia mundial.

Acredita-se que Israel possua o único arsenal nuclear do Oriente Médio, mas segundo muitos especialistas, seu poder de fogo convencional talvez não seja suficiente para causar danos irreversíveis às instalações nucleares iranianas, que são distantes, esparsas e bem protegidas.

O jeito é torcer para que uma negociação pacífica funcione.

2 Comentários


  1. Valeu mesmo por esse post, uma pergunta sobre isso caiu em um prova que fiz de Geografia.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.