Entrevista exclusiva com o judoca João Derly

Tempo de leitura: 2 minutos

João Derly

É com grande prazer que publicamos a entrevista exclusiva do Minuto do Saber com o duas vezes medalhista de ouro no mundial, João Derly. Que nos atendeu muito atenciosamente para falar mais sobre ele e sua profissão.

João tem 30 anos, gaúcho de Porto Alegre e atleta da SOGIPA. Foi o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha de ouro na categoria principal do mundial de judô, isso foi em 2005 e, ele repetiu o feito em 2007 no Rio de Janeiro quando também ganhou a medalha de ouro no Pan-Americano.

João também foi eleito o atleta de década pela Federação Gaúcha de Judô.

Entrevista:

João, como foi ser o primeiro medalhista de ouro brasileiro da história na categoria principal?

Me considero abençoado por Deus por ter tido essa vitória. Um gaúcho, de Porto Alegre, ser o primeiro campeão mundial do judô, é uma sensação indescritível. Acredito também, que essa medalha abriu portas para que cada vez mais e mais brasileiros repitam o feito.

Como o judô surgiu na sua vida?

Eu tinha asma, por isso o médico recomendou o judô ou a natação para os meus pais. Por ser uma criança muito ativa, adorar brincar de lutinha, meus pais escolheram o judô.

Você acha que o judô tem o apoio financeiro (patrocínio) e da mídia necessário para formar novos campeões como você?

Acho que tem melhorado muito nos últimos anos. O judô é um esporte ligado a disciplina, obediência, perseverança e saúde. Ligar a imagem de uma empresa a um judoca é uma garantia de sucesso.

Para você qual foi a medalha mais difícil de conseguir, mundiais de 2005 e 2007 ou no Pan também de 2007?

Não existe medalha fácil de conquistar! Mas acredito que o mundial de 2007 foi especialmente complicado. Meus adversários já me conheciam e tinham me estudado bastante, sem falar que é uma competição de altíssimo nível.

Por que você acha que demorou tanto para alguém ganhar uma medalha de ouro na categoria principal?

Antes de eu ser campeão, o Aurélio Miguel, o grande nome do judô brasileiro, foi 2 vezes medalha de prata. Uma final de campeonato mundial, se ganha ou se perde por um detalhe. Me considero abençoado por Deus.

Você tem alguma dica para quem quiser se tornar judoca?

Persevere, lute e acredite! Não desista nunca! Os resultados são consequências.

Além do judô, você pratica algum outro esporte?

Gosto de surfar, jogar tênis e correr atrás da bola no futebol. Hahahaha!

E quais são seus hobbies favoritos?

Gosto muito de pescar nas horas vagas. É um momento em que eu descanso e me “desligo” de tudo.

Agora de colorado para colorado, quais suas expectativas para esse final de Brasileirão?

Estou torcendo que o Inter vença o Gre-nal e se classifique para a Libertadores.

Deixe um recado para a galera do Minuto do Saber:

Obrigado pelo carinho e atenção de sempre. Forte abraço para toda a galera do O Minuto do Saber!!!!

2 Comentários


  1. Muito boa a entrevista.
    Ele falou sobre o apoio financeiro e da midia, mas quem devia mesmo patrocinar o ensino do judo é o governo,bancar cursos pras crianças e adolescentes principalmente de áreas consideradas “de risco”.
    Quem sabe assim nao consigamos tirar alguns jovens da rua? 🙂

    Responder

Deixe uma resposta para leonardocaprara Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.