Briga: até no plenário ela acontece

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Você que estuda, ou você que anda pela rua já deve ter presenciado uma briga, ou não. Mas na rua e na escola elas são comuns, apesar de não serem boas. Mas existe um lugar, onde as pessoas deveriam estar resolvendo esses problemas de violência. Mas em vez disso elas resolvem brigar.

Briga no plenário

Isso aconteceu em Kiev, Ucrânia, depois que o vice-presidente do parlamento, Adam Martynyuk (à direita) negou um pedido de aparte (interrupção feita ao discurso ou fala de alguém a fim de acrescentar algum comentário ou manifestar uma opinião, seja favorável ou contrária) ao oposicionista Oleg Lyashko.

Briga no plenário

Quando o aparte foi negado, Oleg Lyashko disse que isso era um cerceamento (impedir que se faça algo, usando normalmente de métodos forçados, e que métodos forçados) à oposição. Adam Martynyuk não gostou muito e foi tirar satisfações com Oleg.

Fonte: G1

2 Comentários


  1. Depois reclamam da violência que acontece nas ruas. Ficam brigando justamente no plenário.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.