Por que não bater nas crianças?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Bater nas crianças

Hoje em dia nem tanto, mas há uns anos era muito comum os país baterem nos filhos, o tempo passou, as pessoas evoluíram, mas até hoje muitas crianças ainda apanham, mas porque exatamente não devemos bater nelas.

Todas as pessoas tem um fator emocional, umas fortes outras fracas, e normalmente quando a gente é criança o nosso emocional normalmente é fraco, então, quando essas crianças cresceram, podem acabar sofrendo alguns problemas psicológicos.

Bater nas crianças resolve?

Outro problema também é, que muitos pais não dão apenas uma palmadinha, na verdade, eles espancam seus filhos, e além de as crianças poderem ter problemas psicológicos elas podem apresentar também problemas físicos.

Palmada já era

Então, a época da palmada já foi, existem outras formas de você educar seu filho, uma dica que eu deixaria é que em vez de você dar uma palmada nele você deixasse ele de castigo.

Pense que o seu filho ainda está aprendendo como é o mundo, ele ainda não sabe o que é certo e o que é errado. Quando você errar tente dar uma palmada em você do mesmo jeito que você dá no seu filho, e perceba o que ele sofre. Se você ainda não é mãe nem pai guarde isso para o seu futuro.

E você o que acha de bater nas crianças? Deixe sua opinião nos comentários.

1 comentário


  1. Gostei da sua postagem, o tempo de ignorância tem que ficar no passado!
    Milhares de crianças e adolescentes morrem vitimas de qm deveria proteger-los. Se é permitido tapas, para uns isso não é suficiente e acabam matando de modo intencional (maldoso) ou não (por acidente).
    Se qm ama bate, imagina qm odeia?
    Engana-se qm pensa que bater é o modo mais fácil e rápido de se educar e ganhar repeito. Bater só exibe o quanto você é um fracassado na educação. Agressões só surgem a partir da ignorância e falta de saber manter-se lucido, podendo assim conversar e castigar se necessário.
    Eu apanhava qnd criança e muitas vezes por bobagens (não era espancada, mas seja como for isso não faz bem pra ninguém!) , mts vezes nem sabia ao certo o porque; e por conta disto passei a não contar a maioria das coisas que me aconteciam por avaliar que iria apanhar mesmo que eu não tivesse feito algo de errado de proposito ou que eles não eram dignos de confiança para me ajudar, que não me entenderiam. Passando por isso vi o quanto foi ruim pra mim, sei que não qro isso pros meus filhos e me revolto com qm diz que é certo. Para mim essas pessoas não deveriam ter o privilégio de ter filhos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *