Por que as pessoas se casam?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A resposta é simples, porque é mais fácil viver assim. Mas todo aquele amor que vemos nas novelas do Manoel Carlos, nos livros da Sabrina e nos filmes com a Jennifer Aniston não teve uma origem lá muito romântica. Há 2 milhões de anos, nossos antepassados não dominavam o planeta como a gente. Se viravam como podiam nas savanas africanas, à base de sementes, frutas, raízes e carniça.

Mas aí, de repente, o homem inventou as primeiras ferramentas para consumir carne e também ficou mais monogâmico. “Desconfiamos que o pacto socioeconômico entre macho e fêmea produziu aquilo que entendemos como família, surgiu aí como estratégia para sobreviver na savana africana”, afirma o biólogo e arqueólogo Walter Neves, coordenador do Laboratório de Estudos Evolutivos da USP.

Nesse ambiente hostil, aprendemos que a melhor estratégia seria viver em grupo. Era o modo mais seguro de criar os filhos: enquanto os outros mamíferos têm filhotes que já nascem andando e caçando, nós chegamos ao mundo totalmente indefesos. Dessa convivência é que nasceram sentimentos como empatia, afeto, afinidade e, por fim, o mais forte de todos: o amor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.